Mesmo com a alta do dólar nos últimos dias, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, ressaltou que a cotação da moeda estrangeira está “defasada” e tem “contribuído” para a dificuldade de recuperação do setor. “O dólar defasado favorece importações, principalmente importações de produtos manufaturados”, disse Andrade, após participar nesta terça-feira (18) da audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado.

Apesar de defender o preço do dólar em um patamar mais elevado, Robson Andrade disse que outros fatores são fundamentais para trazer mais competitividade ao setor industrial.

Durante a audiência, a CNI apresentou aos senadores o Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022, que estabelece metas e diretrizes para melhoria da indústria nacional e aumento da competitividade.

Leia também:  Yes! Cosmétics | Lojista aposta em kits para o Dia dos Pais

O Banco Central (BC) tem feito várias intervenções no mercado de câmbio para conter a alta da moeda norte-americana. O governo também retirou o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 1% cobrado sobre a venda de moeda estrangeira no mercado futuro para aumentar a oferta e segurar a cotação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.