Manifestantes protestam em frente à embaixada os Estados Unidos em Ancara. (Foto: Burhan Ozbilici/AP)
Manifestantes protestam em frente à embaixada os Estados Unidos em Ancara. (Foto: Burhan Ozbilici/AP)

O partido no poder na Turquia convocou para este domingo (9) em Ancara uma concentração de apoio ao primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, enquanto continuam os protestos antigovernamentais em todo o país.

A Polícia de Ancara usou na noite de sábado gás lacrimogêneo e jatos d’água para dispersar milhares de pessoas que protestavam perto das sedes governamentais.

O partido governante de Erdogan, o islamita moderado AKP, rejeitou os pedidos de eleições antecipadas e qualificou os protestos como uma tentativa da oposição para derrubar o Executivo.

Os protestos, derivados da indignação por causa da violenta repressão de um grupo de ecologistas que defendia um parque de Istambul da demolição, são o maior desafio de Erdogan desde que chegou ao poder em 2002.

Leia também:  Tiroteio em boate do Paraguai deixa 4 brasileiros mortos e dezenas feridos

Até agora, os protestos deixaram dois manifestantes mortos e um policial, três em coma e mais de 4 mil feridos.

A praça Taksim de Istambul será palco neste domingo de outro dia de protestos com a chegada de várias marchas.

Ao mesmo tempo os partidários de Erdogan se reunirão no aeroporto de Ancara para dar as boas-vindas ao líder, que chegará de Istambul, no que se apresenta como uma nova demonstração de força do governo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.