O município de Vila Velha, na Grande Vitória, vai ganhar reforço no combate à dengue. O Exército e a Secretaria de Saúde da cidade se uniram para combater a epidemia na cidade. Duzentos soldados vão às ruas para realizar visitas domiciliares, eliminar criadouros do mosquito e tratar os depósitos (caixa d´água, pneus, vasos de plantas, etc.) localizados nas casas. O treinamento começa nesta segunda-feira (17). A primeira turma treinada começa a trabalhar no dia 24 deste mês.

“Os soldados realizarão os trabalhos nas residências do Centro de Vila Velha e orla por uma questão de logística. Eles poderão fazer o serviço nas redondezas e voltar para almoçar no quartel, que continua sendo a base desses soldados”, explicou o oficial de relações públicas do 38° BI batalhão de Infantaria Major Ricardo Souza Trisi.

Leia também:  Mais de 30 bombeiros são presos suspeitos de cobrar propina para emitir alvará

Os novos agentes estarão fardados no momento das visitas e também realizarão a conscientização sobre a dengue junto aos moradores. “Para realizar o mesmo trabalho que os agentes de saúde, os soldados serão capacitados pelos técnicos da Secretaria Estadual e Municipal de Saúde” disse o coordenador da Vigilância Ambiental de Vila Velha, Carlos Henrique Ribeiro.

O treinamento será realizado em dois tempos: 100 homens do exército serão capacitados nos dias 17, 18 e 19 de junho e os outros 100 nos dias 24, 25 e 26 no mesmo mês. A primeira turma treinada começa a trabalhar no dia 24 em regime de escala.

“Os soldados farão um trabalho por escala, pois eles também prestam serviço militar obrigatório, e não podemos prejudicar a instituição. Dessa forma, 40 homens por dia estarão a disposição da secretaria de saúde, seguindo o sistema de rodízio”, acrescentou Trisi.

Leia também:  Motorista deixa criança de 4 anos trancada dentro van escolar para ir em agência bancária

“Para o Exército, trabalhar nesse combate é estar a serviço da Prefeitura e principalmente da comunidade. A dengue não é um problema do município ou do Estado, é um problema de todos e o papel da Instituição é estar a serviço da população”, finalizou. A previsão é de que esses oficiais atuem na cidade por dois ou três meses. Eles estarão nas ruas diariamente, seguindo um itinerário de visitas estipulado pela Secretaria de Saúde de Vila Velha.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.