hotel greve
A categoria votou pela paralisação após sete meses de negociação com os patrões- Foto: Internet

 

Pouco mais de 50 pessoas protestam na porta do Catussaba Hotéis e Resorts, em Itapuã, Salvador, na manhã desta terça-feira (18). Os manifestantes são trabalhadores de hotéis que vão receber as seleções que se enfrentam na Copa das Confederações, na capital baiana.

Com faixas e amplificadores, os trabalhadores reivindicam 10% de reajuste e piso salarial de R$ 790 para funcionários de hotéis cinco estrelas, R$ 750 para os estabelecimentos de quatro e três estrelas e R$ 720 para os locais com até 20 empregados, segundo o Sindicato dos Empregados em Comércio Hoteleiro e Similares da Cidade do Salvador (SindHotéis).

Ainda de acordo com o sindicato, cerca de 700 trabalhadores de três hotéis de Salvador entraram em greve por tempo indeterminado no domingo (17). A categoria votou pela paralisação após sete meses de negociação com os patrões, informou José Ramos, presidente do SindHotéis.
“Continua do mesmo jeito, os patrões não se manifestaram. Estamos aguardando uma decisão, pois não recebemos proposta. Eles estão contratando pessoas terceirizadas e dizem que está tudo normal”, aponta José Ramos.

Leia também:  Armas, centenas de munições e 4 t de droga é apreendida em caminhão de carga no PR

Através de nota à imprensa, o Sindicato Patronal dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Salvador e Litoral Norte (SHRBS), informou que “lamenta muito a posição tomada pelos responsáveis do SindHóteis”. Segundo o órgão, durante as reuniões com os funcionários, o sindicato “acatou a sugestão do Auditor Mediador, onde o Patronal solicitava a intrajornada de trabalho de, no máximo, até 3 horas”.

Os patrões afirmam também que ofereceram aos trabalhadores o repasse do valor integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 6,20%, para salários acima do piso, bem como valores de pisos diferenciados por categoria. Segundo o sindicato, a categoria permanece de “portas abertas” para negociações.

COPA DAS CONFEDERAÇÕES
Dois estabelecimentos afetados pela greve vão abrigar as seleções que irão jogar na capital baiana pela Copa das Confederações. A seleção uruguaia chegou ao Catussaba Hotéis e Resorts na noite de segunda-feira (17). Já o Gran Hotel Stella Maris deverá receber, a partir de quinta-feira (20), a Seleção Brasileira. O Catussaba Business é outro hotel afetado pela paralisação.

Leia também:  Brinquedo de parque de diversões despenca e deixa crianças e adolescentes feridos em GO
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.