Os gastos de brasileiros no exterior chegaram a US$ 2,232 bilhões, em maio, de acordo com dados divulgados nesta sexta (21) pelo Banco Central (BC). Esse foi o maior resultado para meses de maio, na série histórica do BC, iniciada em 1969.

Em igual mês do ano passado, esses gastos ficaram em US$ 1,829 bilhões. De janeiro a maio, os gastos de brasileiros ficaram em US$ 10,370 bilhões, contra US$ 9,019 bilhões registrados nos cinco meses de 2012.

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, ressaltou que as viagens internacionais são “sensíveis” à cotação do dólar, que está em alta. “O câmbio tem oscilado e a conta de viagens internacionais tende a responder em alguma proporção em relação ao câmbio”. Entretanto, Maciel disse que a renda dos brasileiros continua crescendo e isso estimula às viagens ao exterior.

Leia também:  Bandeira amarela | Conta de luz será mais barata em setembro

Além disso, Maciel lembrou que muitos turistas compram pacotes de viagens internacionais antecipadamente. Por isso, a alta do dólar pode não ter efeito imediato na redução dos gastos de brasileiros no exterior. Neste mês, segundo ele, é possível que essas despesas sejam maiores do que em junho de 2012. “[Há] alguma defasagem desse movimento [de alta do dólar] e a resposta das viagens”, disse.

Os dados preliminares deste mês, até o dia 19, mostram que as despesas de viagens chegaram a US$ 1,286 bilhão. As receitas deixadas por estrangeiros no Brasil, ficaram em US$ 320 milhões, nesse período.

Em maio, essas receitas de estrangeiros no Brasil ficaram em US$ 521 milhões, contra US$ 532 milhões registrados no mesmo mês do ano passado. Nos cinco meses do ano, essas receitas ficaram em US$ 3,020 bilhões, contra US$ 3,009 bilhões de janeiro a maio de 2012.

Leia também:  Agência de energia reduz previsões sobre demanda de petróleo em 2017 e 2018

Hoje, o BC revisou a projeção do déficit na conta de viagens internacionais, formada por gastos de brasileiros no exterior e receitas de estrangeiros no Brasil, de US$ 16,3 bilhões para US$ 16,7 bilhões.

De janeiro a maio, o déficit dessa conta ficou em US$ 7,349 bilhões, contra US$ 6,010 bilhões de igual período de 2012. E maio, o déficit ficou em US$ 1,712 bilhão, contra US$ 1,298 bilhões de igual mês do ano passado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.