Policiais israelenses no local do incidente no Muro das Lamentações nesta sexta-feira (21) (Foto: AFP)
Policiais israelenses no local do incidente no Muro das Lamentações nesta sexta-feira (21) (Foto: AFP)

 

Um segurança israelense matou nesta sexta-feira (21) um visitante judeu no Muro das Lamentações de Jerusalém, que foi confundido com um militante palestino, anunciou a polícia.

“Um homem judeu estava na área dos banheiros. Por uma razão desconhecida, o visitante gritou Alá Akbar (Deus é grande, em árabe)”, disse o porta-voz da polícia Micky Rosenfeld.

“Um guarda de segurança atirou várias vezes contra o suspeito, que não resistiu aos ferimentos”, completou.

A ação aconteceu às 7h55 locais na praça diante do Muro, onde muitos fiéis cumpriam a oração matinal antes do sabbath, o dia sagrado da semana judaica.

Segundo a rádio pública, o segurança afirmou que homem retirava algo do bolso enquanto gritava e pretendia atacá-lo.

Leia também:  Médico é acusado em mais de 100 crimes sexuais no Reino Unido

A polícia não teria encontrado nenhum objeto suspeito no corpo da vítima, informou a rádio.

O Muro das Lamentações, cujo nome em hebraico significa literalmente Muro Ocidental, é um local sagrado para os judeus por ser um dos poucos vestígios do Segundo Templo, que foi destruído pelos romanos no ano 70 depois de Cristo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.