O lutador inglês Paul Kelly, de 28 anos, foi sentenciado a cumprir a 13 anos de prisão por tráfico de heroína em seu país natal, a Inglaterra.

Ex-contratado do UFC, o peso-leve inglês fez sua última luta pela organização em 2011, no UFC 126 (Anderson Silva X Vitor Belfort), quando foi derrotado pro Donald “Cowboy” Cerrone em combate que recebeu bônus de luta da noite.

Depois de ter sido demitido da organização, Kelly passou a competir em torneios regionais e suas últimas duas lutas foram realizadas na Inglaterra mesmo.

Em 2012, Kelly foi preso por suspeita de envolvimento com uma rede de tráfico de drogas. Durante o processo, ele foi acusado de ser o principal elemento da tal rede e, agora, acabou sentenciado a uma pena de 13 anos de detenção.

Leia também:  Holloway vence a luta contra José Aldo

De acordo com o jornal Liverpool Echo, o juiz que emitiu a sentença mostrou pouca simpatia com Kelly e considerou que o lutador tomou uma decisão consciente de traficar drogas depois que seu contrato com o UFC terminou.

— Você obviamente usufruía de uma vida de alto padrão e viu o tráfico de heroína como um meio de ganhar dinheiro fácil.

Em sua passagem pelo UFC, Kelly ganhou cerca de R$ 350 mil, venceu cinco vezes, perdeu quatro e ganhou dois bônus de luta da noite.

Em sua última luta antes de ser condenado, no dia 2/3/13, Kelly venceu o brasileiro Henrique “Lagartixa” Santana por nocaute técnico no 1º round no Ultimate Warrior Challenge (UWC) 22.

Leia também:  Holloway vence a luta contra José Aldo

A sentença, aparentemente, coloca fim na carreira do lutador — a não ser que sua sentença seja revertida ou ele consiga liberdade condicional por bom comportamento. Por outro lado, não há notícia de que seus advogados estejam trabalhando em algum recurso para tanto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.