Representantes de regimes de previdência de todos os estados vão estar reunidos nesta sexta-feira (21), em Cuiabá, com o secretário de Administração, Francisco Faiad, para conhecer em detalhes o modelo de gestão que está sendo implementado no Estado. Uma das prioridades é “zerar” o déficit previdenciário, que pode chegar este ano à casa dos R$ 350 milhões.

“A questão previdenciária é, sem dúvida, uma preocupação muito grande do governo Silval Barbosa. Ele decidiu enfrentar essa situação, que já vem se arrastando há vários anos por entender ser essa a responsabilidade do Estado” – disse Faiad.

Segundo o secretário atacar a questão do déficit da Previdência significa, em primeiro momento, dar garantias institucionais ao funcionalismo público em relação à aposentadoria. “O serviço público eficiente passa pela equação dessa questão previdenciária. E nós estamos avançando nisso”.

Leia também:  Secitec prorroga inscrições para MT Enem 2017

Faiad lembrou que o Tesouro do Estado é quem financia o déficit previdenciário e enfatizou que a situação precisa ser resolvida em caráter de urgência. “Há estados em que a folha de inativos e pensionistas está no mesmo patamar da folha de ativos. Isso significa perda de poder de investimento para atendimento das demandas do serviço público, que fica engessado na possibilidade de contratar mais servidores” – observou.

O encontro com os dirigentes previdenciários vai acontecer na Sala de Reuniões Governador Garcia Neto, a partir das 8h30. Também participam o governador Silval Barbosa e o secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social, Leonardo José Rolim Guimarães.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.