Drogas apreendidas sendo jogada  na caldeira para a queima - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Drogas apreendidas sendo jogada na caldeira para a queima – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

 

A Polícia Judiciaria Civil de Rondonópolis realizaram hoje (21) a maior incineração de entorpecente da história na cidade, mais de 1,2 toneladas foram queimadas em três partes.

De acordo com o Delegado Regional Henrique Meneguelo, se a droga fosse vendida, renderia ao traficante mais de R$ 1,2 milhões.

“Para nós é uma satisfação queimar esse entorpecente que foi retirado da sociedade, já que maioria dos crimes acontece por causa de drogas”, falou o delegado.

A delegada Juliana Carla Buzetti, explicou que primeiro é feito a apreensão da droga, depois passa pela perícia, pesagem e fica guardada até o juiz aprovar o pedido de incineração perante a lei 11343/2006 que regulamenta a queima.

Leia também:  Dupla armada assalta comércio, rende clientes e foge na Vila Salmen

O maior montante da droga faz parte da apreensão, que foi no ano passado, feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO)”, contou.

Esta é a primeira incineração de 2013, a previsão é que mais duas aconteça neste ano. A droga faz parte de várias apreensões durante os anos de 2011 e 2012.

Drogas apreendidas para a queima
Duas caminhonetes estavam lotadas de drogas – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.