Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa

 

Dois homicídios foram esclarecidos pela Policia Judiciária Civil, entre terça e quarta-feira (25 e 26), em Primavera do Leste (231 km ao Sul). A ação da Delegacia de Homicídios e Delitos Gerais cumpriu mandado de prisão preventiva contra Jailon da Silva Luz, 32 e mandado de prisão temporária contra Francisco Martins de Oliveira Pinto, 35, conhecido como “Negão” ou “Chicão do Galo”.

O homicídio de Carlos Alexandre dos Santos aconteceu no dia 02 de junho (Leia Aqui), no bairro Centro Leste. Segundo testemunhas, a vítima recebeu uma grande quantidade de dinheiro e foi a um bar, onde contratou uma garota de programa, abrindo a carteira e mostrando que tinha condições de pagar o encontro. Vendo a quantia, a garçonete do bar comunicou seu marido, Jailon, principal suspeito do crime.

Leia também:  Secretário de Segurança está entre os presos de operação que investiga grampos em MT

O acusado junto como outro suspeito identificado como “Robson” surpreenderam a vítima, que se negou a entregar o dinheiro. Diante da negativa, os acusados espancaram a vítima com uma barra de ferro e uma ripa de madeira, até a morte. Os autores do crime fugiram levando o dinheiro, a bicicleta e o relógio da vítima.

Policiais civis localizaram o acusado em uma cozinha comunitária da cidade, onde deram cumprimento ao mandado de prisão. Segundo o delegado, Rodrido Azem Buchdid, as investigações continuam em buscas do segundo do suspeito e para esclarecimentos das reais condições do crime. “Se ficar configurado o latrocínio, como todos os indícios apontam, as investigações serão encaminhadas para Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).”, explicou o delegado.

Leia também:  Homem é detido acusado de cultivar dez pés de maconha em quintal

O segundo homicídio aconteceu no dia 17 de junho, quando Roberson Sanchez foi morto com dois disparos de arma de fogo. Com bases nas provas colhidas durante as investigações, o delegado Rodrigo Azem Buchdid representou por um mandado de busca e apreensão e um de prisão temporária do suspeito Francisco Martins de Oliveira Filho.

Na residência do acusado, foram apreendidos porções de pasta base de cocaína e de maconha, além de R$ 755 em dinheiro trocado, característico do tráfico de entorpecentes.

O acusado foi encaminhado a Delegacia de Primavera do leste, onde em depoimento confessou o crime. Ele disse que resolveu matar a vítima por ela ser usuária de drogas e ter furtado o entorpecente de sua residência. Outro motivo apresentado pelo assassino é que a vítima ficava espionando a mulher dele nua, pelas frestas da casa.

Leia também:  Durante assalto, funcionários de comércio são feitos reféns no Centro de Rondonópolis

O acusado foi autuado por homicídio qualificado e tráfico de drogas.

Os autores dos homicídios foram conduzidos ao Centro de Ressocialização de Primavera do Leste.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.