Policiais cercam prédio usado como quartel-general de manifestantes Foto: Reuters
Policiais cercam prédio usado como quartel-general de manifestantes –
Foto: Reuters

 

A tropa de choque da polícia ocupou um edifício no centro de Londres onde ativistas haviam planejado um protesto contra o G8 na capital britânica nesta terça-feira, antes da reunião de cúpula dos líderes mundiais na próxima semana.

Os manifestantes disseram que iriam realizar um “Carnaval contra o Capitalismo” em Londres para iniciar uma semana de protestos antes de a Grã-Bretanha receber a reunião do Grupo dos Oito países mais industrializados do mundo, em um resort de golfe no Irlanda do Norte.

Alguns dos maiores fundos de hedge do mundo, empresas de private equity e bancos alertaram seus funcionários a tomar precauções no caso de agitação, após protestos semelhantes nos últimos anos levarem a confrontos violentos com a polícia, vandalismo e prédios sendo temporariamente ocupados.

Leia também:  Criança autista é agredida a caminho da escola e tem madeira pregada na cabeça

No entanto, horas antes do início marcado para o protesto de terça-feira, a polícia apareceu no local perto de Regent Street, no elegante bairro de Soho, em Londres, onde o grupo StopG8 se reunia antes da manifestação.

Mais de 100 policiais em uniformes de choque formaram um cordão, prendendo os manifestantes reunidos em um espaço apertado em torno de Beak Street, enquanto helicópteros da polícia pairavam sobre a área e reforços aguardavam em vans.

“Há um mandado sendo executado lá”, disse um porta-voz da polícia de Londres. “Nossas equipes de intermediação de protestos estão trabalhando ativamente para colaborar com aqueles que desejam protestar para que possamos facilitar um protesto pacífico”.

Leia também:  Tiroteio em boate do Paraguai deixa 4 brasileiros mortos e dezenas feridos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.