“Temos praticamente nada o que comemorar no Dia Internacional de Combate às Drogas” afirmou a presidente do Conselho Municipal Antidrogas (COMAD), Cleusa Alves Diniz, que reforçou a necessidade de intensificar os trabalhos no município. A data é comemorada todo dia 26 de junho.

Cleusa afirma que infelizmente o Poder Público e a sociedade tem visto com naturalidade o problema do uso de drogas na sociedade, quando a questão traz prejuízo a população com o número de mortes e assaltos na cidade, além dos casos de doenças que são facilitadas em meio aos usuários.

A presidente do COMAD ressalta que é preciso investir nas comunidades terapêuticas e CAPS para tratar os doentes e também intensificar os trabalhos nas escolas para afastar que outras pessoas se tornem usuárias. Além de desenvolver ações para traçar o perfil e atuação de traficantes e dependentes para que os projetos de combate sejam mais eficazes.

Leia também:  Tarifa de pedágio da BR-163 tem desconto a partir desta quarta

Segundo Diniz, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem crescido muito o número de usuários e entorpecentes, principalmente em meio as adolescentes. A representante do COMAD observa que em Rondonópolis a droga mais utilizada é a pasta base.

Apesar de possuir muito trabalho pela frente Cleusa observa que há algumas conquistas, como por exemplo, a implantação do Plano Municipal de Combate as Drogas, a criação do fundo de apoio e reestruturação do Conselho Municipal de Combate às Drogas, contudo esses avanços terão pouco significado se todos não se mobilizarem luta contra o problema.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.