É necessário que haja um entendimento e um diálogo aberto entre as partes. Varlei Cordova/AGORAMT
É necessário que haja um entendimento e um diálogo aberto entre as partes. Varlei Cordova/AGORAMT

 

Os servidores públicos municipais de Rondonópolis pararam as atividades hoje (05) para chamar a atenção do prefeito Percival Muniz (sem partid0) em relação as necessidades urgentes e exigir respeito com os servidores.

Na noite de ontem (04) o prefeito convocou uma reunião de urgência com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) e afirmou que a paralisação é um direito dos servidores, mas que ele acha ser um ato sem fundamento, já que segundo ele, o que podia ser feito foi feito. O prefeito Percival Muniz (sem partido) havia pedido o prazo para discutir a questão salarial até o fim de maio, como isso não aconteceu os servidores decidiram pela paralisação.

Leia também:  Chuva e vento fortes provocam estragos em Rondonópolis

O vice Rogério Salles (PSDB)  afirmou que não há necessidade deste aumento linear acontecer agora, já que em breve acontecerá a discussão do plano de carreira.

De acordo como presidente do Sispmur, Rubens Paulo, esta reunião deveria ter acontecido antes e não agora por causa da paralisação. Ele afirmou ainda que é necessário que haja um entendimento e um diálogo aberto entre as partes.

No fim da tarde desta quarta-feira haverá uma nova votação para o indicativo de greve.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.