Divulgação
Divulgação

 

Os cuidados com a barba são uma etapa crucial na rotina de beleza masculina. Seja para ficar com o rosto lisinho ou apenas aparar os pelos, é imprescindível separar alguns minutos da semana para se dedicar a ela. O trabalho maior, porém, fica com aqueles que optam por manter a barba comprida, afirma a dermatologista Mariana Barbato, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Sem os cuidados necessários, ela pode deixar a pele oleosa, pode favorecer o aparecimento de espinhas e até causar descamação da pele”, afirma. Por isso, o Minha Vida separou dicas de como evitar problemas nessa região e manter uma barba macia e saudável.

Higiene

Assim como os cabelos, a barba também acumula impurezas ao longo do dia e, por isso, precisa ser higienizada diariamente. “A necessidade se torna ainda maior para homens com bigode, pois ele entra em contato direto com alimentos e bebidas”, aponta a dermatologista Mariana Barbato. A solução? Lavar o rosto duas vezes ao dia ou após as refeições com um sabonete neutro, que é menos propenso a causar irritações.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Maciez

Para que os pelos da barba fiquem macios, a dermatologista Caroline Cividanes, do Hospital 9 de Julho, recomenda passar condicionador após o banho e deixar o produto agir por cerca de cinco minutos. Mas é preciso respeitar a frequência do uso do condicionador. “O procedimento não deve ser feito diariamente, porque pode deixar a pele oleosa”, explica. A dermatologista Mariana, não é a favor do método. Ao invés do condicionador, ela recomenda usar filtro solar ou cremes específicos para o rosto e oil-free.

Cor

De acordo com a dermatologista Caroline, os principais fatores que podem alterar a cor da barba e, principalmente, do bigode são o tabagismo e o consumo de álcool. “Suspeita-se que a nicotina provoque o amarelamento dos pelos e que as substâncias presentes no álcool alterem sua pigmentação”, diz. Por isso, para evitar a alteração da cor, o ideal é ficar longe desses hábitos. Já quem está começando a apresentar pelos brancos na barba pode optar por tinturas ou xampus que evitam o amarelamento.

Oleosidade

“Barbas mais compridas tendem a deixar a pele mais oleosa”, afirma a dermatologista Mariana. Para controlar o problema e também evitar o surgimento de espinhas na região, o ideal é lavar o rosto com sabonete neutro logo cedo e antes de dormir. O uso de hidratantes na região também pode piorar o problema, por isso, o melhor a fazer é consultar um profissional para escolher o creme mais indicado.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Corte

O corte da barba pode ser feito com tesoura ou mesmo com o barbeador elétrico. “A escolha depende da habilidade do homem”, aponta a dermatologista Mariana. Para os que gostam de criar desenhos ou formatos específicos, é preciso tomar cuidado ao usar a lâmina para não agredir a pele e até favorecer pelos encravados. Opte por cremes para barbear com silicone na fórmula, que melhoram o deslizamento da lâmina e diminuem o atrito, reduzindo as irritações. Já no caso de homens com barba muito grossa ou muitos pelos, uma solução para reduzir o volume é optar por algumas sessões de depilação definitiva para facilitar a manutenção. Mas a alternativa pode doer no bolso. Cada sessão da depilação a laser custa 350 reais, em média.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Acne

“Muitos homens deixam a barba crescer para esconder a acne, mas ignorar o problema pode fazer com que ele vá piorando progressivamente”, esclarece a dermatologista Caroline. Neste caso, o ideal é fazer uma consulta com um especialista. Ele poderá receitar produtos para tratamento ou antibióticos, descartando a necessidade de aparar a barba completamente. Também podem ser usados sabonetes para pele oleosa e produtos bactericidas para evitar os cravos e espinhas na região.

Descamação

É raro, mas alguns homens podem ter dermatite seborreica, mais conhecida como caspa, na barba. De acordo com a dermatologista Mariana, o problema pode estar relacionado à oleosidade, então, o primeiro passo é tratar a pele. “Recomendo ainda usar o xampu anticaspa na região”, afirma a especialista. Em alguns casos, realizar o procedimento uma vez por semana resolve a descamação?. O uso de hidratantes para conter a descamação não é aconselhado, pois pode piorar a oleosidade. Porém, o dermatologista pode recomendar um produto adequado para evitar o ressecamento e a descamação da pele.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.