Conscientizar crianças e adultos que é preciso combater a prática criminosa de fazer queimadas urbanas. Esta é a meta das gerências de educação e de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente de Rondonópolis que vão atuar juntas para orientar diretores e professores a promover a educação ambiental das crianças que frequentam as escolas da cidade. Outra proposta anunciada pelos técnicos da Pasta que tem o comando do secretário Lindomar Alves é a de intensificar a fiscalização nos pontos de maior incidência de queimada no perímetro urbano, durante o período de estiagem.

O gerente do Núcleo de Fiscalização Ambiental do Município, Marco Antonio Matos de Souza, defende que antes de punir as pessoas que praticam crimes contra a natureza, é preciso educá-las e conscientizá-las da importância de se preservar o meio ambiente. Por isso, Marco Antonio anuncia que vai fazer contato com as escolas para sugerir que os professores adotem medidas educacionais e de orientação. O interesse é fazer com que cada aluno se transforme num agente disseminador para levar informações e conscientização aos familiares, amigos e vizinhos.

Leia também:  Caravana da Transformação alavanca resultados no final de semana

Preocupado em trabalhar para evitar as queimadas e garantir mais qualidade para o ar que toda a população respira, Marco Antonio anuncia que vai intensificar a fiscalização em toda cidade, nos próximos dias. Ele alerta às donas-de-casa que práticas como a de queimar folhas no quintal pode causar dano tanto à saúde dos moradores como também ao meio ambiente. Diante disso, o gerente antecipa que vai colocar em prática a estratégia de fiscalização intensa. Ele alerta que os responsáveis podem sofrer punição.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.