O tratamento psicológico para a cura de homossexuais, conforme projeto de lei aprovado nesta terça-feira (18) pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados é um assunto que gera o questionamento quanto a relevância e eficácia por psicólogos e representantes do movimento LSGBT.

O texto suspende artigos da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia. Um deles diz que os psicólogos não podem colaborar com serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. Outro artigo proíbe os psicólogos de falar publicamente que a homossexualidade é uma desordem psíquica.

O projeto ainda tem que ser votado nas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ir a Plenário.[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=S3ORN8jtKy0[/youtube]

Leia também:  Em outubro nova gestão assume o Hospital Regional de Rondonópolis
Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorHomicida é preso pela DHPP
Próximo artigoBroa de Milho

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.