Pelo menos dois ônibus lotados de fiéis saíram de Rondonópolis, com destino ao evento que a Igreja Mundial do Poder de Deus promoveu no Parque da Acrimat (Expoagro), em Cuiabá, neste domingo (2).

No encontro, o apóstolo Valdemiro Santiago, que se intitula um “Enviado de Deus”, mostrou ser uma pessoa autoritária. Ele chegou a expor publicamente algumas pessoas em meio à multidão que não prestavam atenção a leitura que ele fazia de um trecho da Bíblia, o apóstolo também exigiu que todos os presentes do local, contribuíssem com o dízimo no valor de R$ 70.

Quem não pode pagar este valor foi repreendido por Valdemiro, que ameaçou chamar a polícia. Ele afirmou que não iria admitir que algumas pessoas “atrapalhassem” o “projeto de Deus”.

Leia também:  Ságuas vai deixar a política e voltar à medicina

MATO GROSSO

O “apóstolo” Valdemiro Santiago, visitou Rondonópolis no ano passado, na época cerca de 2 mil pessoas participaram do evento.

Também em 2012, Valdemiro foi alvo da imprensa Mato-grossense. Ele possui duas fazendas na região de Santo Antônio do Leverger que no total, somam 26,1 mil hectares e totalizam o valor de mais de R$ 50 milhões.

Valdemiro é investigado pelo MPF (Ministério Público Federal) do Mato Grosso por enriquecimento ilícito e fraude contra o sistema financeiro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.