Sam Rainsy
Líder da oposição do Camboja, Sam Rainsy, fala com os seus apoiantes em Phnom Penh nesta sexta-feira (19) (Foto: TANG CHHIN Sothys/ AFP)

O líder da oposição política no Camboja, Sam Rainsy, voltou nesta sexta-feira (19) ao país para se somar ao Partido da Salvação Nacional (CNRP) contra o primeiro-ministro Hun Sen nas eleições de 28 de julho.

“Ele já chegou”, disse à AFP o príncipe Sisowath Thomico, um dos dirigentes do CNRP, após o pouso do avião procedente da França.
Milhares de partidários de Rainsy foram ao aeroporto de Phnom Penh para receber seu líder aos gritos de ‘Queremos mudança’ e ‘Longa vida à democracia’.

Rainsy, que também possui nacionalidade francesa, fugiu do Camboja em 2009 para escapar de três condenações à prisão e desde então vive na França.

Leia também:  Comissão Europeia entra com processo judicial contra 3 países por não acolher refugiados

Na semana passada, o primeiro-ministro Hun Sen convenceu o rei Norodom Sihamoni a firmar um decreto de anistia em favor de Rainsy para que ele pudesse participar das eleições.

Hun Sen, há 28 anos como primeiro-ministro, é o favorito para vencer as eleições.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.