Único piloto brasileiro na F-1 nesta temporada, Felipe Massa acredita que a culpa pela falta de representantes do país na principal da categoria é um reflexo do trabalho da CBA, a confederação brasileira do esporte.

“Temos uma federação e as pessoas que trabalham no nosso automobilismo simplesmente não sabem o que estão fazendo. Eu venho dizendo isso há alguns anos e não é novidade”, disse Massa.

“Eu criei uma categoria há alguns anos para tentar ajudar alguma coisa, mas acabei só perdendo dinheiro com isso e não ajudou ninguém, porque os dirigentes que deveriam ajudar e participar junto não estão muito preocupados com isso”, completou o piloto da Ferrari, que com a ajuda de sua família criou a F-Futuro, mas que acabou não vingando.

Leia também:  União precisa vencer para ficar com título do sub-19

“O que vemos na F-1 hoje em dia é fruto da nossa federação e isso tem atrapalhado o esporte. Quantos brasileiros temos nos últimos cinco anos com chances de chegar à F-1? Acho que só o [Felipe] Nasr tem chance de chegar. A não ser que apareça alguém com muito dinheiro de um patrocinador não temos mais ninguém. Há anos não temos pilotos em outras categorias e este é um problema sério”, completou Massa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.