Equipe responsável pela prisão de Dayvid Luiz da Silva acusado do latrocínio de Rusiovando – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Equipe responsável pela prisão de Dayvid Luiz da Silva acusado do latrocínio de Rusiovando – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Agentes policiais das Delegacias Regional, Vila Operária, Pedra Preta, Departamento de Crime Contra Pessoas (DCCP) e do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) prenderam na madrugada desta quarta-feira (31) em uma operação na Vila Operária, Dayvid Luiz da Silva, 26 anos, acusado do latrocínio de Rusiovando Firmino Gomes, no dia 01 de junho.

O delegado regional, Henrique Meneguelo, afirmou que a algum tempo estava na procura de Dayvid, contudo a prisão foi dificultada em razão do rapaz atuar também em Cuiabá e Várzea Grande e não permanecia em um mesmo local por muito tempo, porém nesta noite tiveram existo na prisão.

Meneguelo frisou que o acusado possui uma longa ficha criminal, por outros roubos, furtos e inclusive existe a suspeita de ser responsável por outro latrocínio. “Com a prisão de Dayvid, com certeza outros crimes serão elucidados”, concluiu.

Leia também:  Acidente entre caminhão e caminhonete deixa duas vítima fatas na BR-163

Questionado sobre o latrocínio, Dayvid disse que não tinha nada a declarar e iria se pronunciar em juízo.

O rapaz será encaminhado para a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) para ser reconhecido por outras vítimas de roubos e furtos, depois será encaminhado para o presídio Major Eldo de Sá ‘Mata Grande’.

Leia Mais.

Questionado sobre o latrocínio, Dayvid disse que não tinha nada a declarar e iria se pronunciar em juízo.
Dayvid disse que não tem nada a declarar e irá se pronunciar em juízo – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.