Dois homens acusados de homicídio em Novo São Joaquim (485,2 km a Leste), foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, neste domingo (28), em Campinápolis (658 km a Leste). Os acusados Wilson Batista Masciel, o “Ligeirinho” e Marcileno Bernardes Sidnei foram presos em flagrante pelo assassinato do idoso Possidônio Ferreira da Silva, 79.

A vítima foi morta a golpes de facadas em seu bar, na madrugada de domingo (28). O crime teria sido motivado pelo fato do idoso ser testemunha ocular de um homicídio, ocorrido no último dia 30 de junho, nos fundos de sua residência, no qual o irmão do acusado Wilson foi o autor do crime.
O irmão Valdivino Batista Masciel, conhecido como “Divino dos Cachorros”, foi preso no sábado (27), em Campinápolis, em cumprimento de mandado de prisão preventiva pelo crime. Diante disso o irmão resolveu fazer uma “queima de arquivo”, executando o idoso.

Leia também:  Jovem é preso em flagrante por tráfico de drogas

A Polícia Civil começou a desconfiar dos acusados após a Polícia Militar apreender uma motocicleta Honda Brós, vermelha, com placa de Campinápolis em poder do sobrinho de um dos suspeitos. Segundo testemunhas, os autores do homicídio estavam com a motocicleta no momento do crime.

No mesmo dia em que matou o idoso, Wilson foi até a casa da ex-esposa e efetuou três disparos de arma de fogo contra a porta.

Na manhã de domingo, investigadores de Novo São Joaquim com apoio da equipe de Campinápolis conseguiram localizar os suspeitos, bebendo em um bar, no município de Campinápolis. Os acusados estavam com a faca utilizada no crime e manchas de sangue nas roupas.

Leia também:  Mato Grosso está em 2° lugar com o maior número de mortes violentas

Os criminosos foram encaminhados a delegacia, onde foram autuados em flagrante pelo delegado Rodrigo Ricardo Santana.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.