O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (SIDNSPEN-MT), realiza a partir das 14h30 desta segunda-feira (22) na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), uma assembleia geral da categoria para decidir os encaminhamentos da categoria, inclusive a possibilidade de greve.

O presidente do SIDNSPEN-MT, João Batista, argumenta que após várias tentativas de negociação com o governo do Estado a categoria realizará uma Assembleia Geral para decidir os próximos passos a serem tomados, em razão das tímidas conquistas obtidas até o momento.

João Batista acredita que uma greve geral deve ser deflagrada a partir da próxima sexta-feira (26), já que os prazos para negociação da tabela salarial, por exemplo, se esgotaram no dia 20 de julho e nenhuma contraproposta foi apresentada pelo governo do Estado.

Leia também:  Politec realiza perícia em carro com falha mecânica que matou cliente em Rondonópolis

“Levaremos para a assembleia os andamentos de toda a negociação até o momento e vamos colocar em votação, mas acredito que todos devem ser favoráveis a greve geral no sistema penitenciário mato-grossense”, disse o sindicalista.

Batista informa ainda, que a regra da negociação e os prazos para cumprimento de cada item da pauta está registrada em um termo de homologação que foi assinado e anexado a ação de subsidio no Tribunal de Justiça (TJ).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.