AP Photo/Luca Bruno
AP Photo/Luca Bruno

 

O atacante Alexandre Pato anunciou nesta terça-feira o término do namoro com a italiana Barbara Berlusconi. A relação ficou estremecida em maio, quando eles chegaram a ficar dias sem contato, mas reataram. A relação chegou definitivamente ao fim nesta semana. O site italiano Gazzeta dello Sport destaca que a decisão da separação partiu de Barbara, citando informação da revista italiana Chi.

O atleta do Corinthians argumenta que a distância esfriou o relacionamento. Pato passou a residir em São Paulo no começo do ano após se transferiu para o time do Parque São Jorge. Barbara permaneceu na Itália. Os dois se encontravam basicamente uma vez por mês.

“Galera, depois de 2 anos e meio de namoro de muitas coisas boas! A distância colocou um ponto final na relação”, postou Pato.

Em 13 de junho, Pato postou foto na internet uma imagem do casal para dizer que o namoro não havia terminado. No título paulista conquistado pelo Corinthians, o atacante deu outro sinal de que seguia apaixonado por Barbara. Ele vestiu uma camisa com a mensagem “Amor Verdadeiro”. Mas a relação já dava sinais de desgaste.

PATO HOMENAGEOU BARBARA BERLUSCONI NA CONQUISTA DO PAULISTÃO - Foto: Reprodução
PATO HOMENAGEOU BARBARA BERLUSCONI NA CONQUISTA DO PAULISTÃO – Foto: Reprodução

Durante o período de maio em que esteve rompido com Barbara, Pato teria tido relacionamento com a ring girl Camila Oliveira, 22 anos. O atacante declarou a imprensa que se tratava de boato. Já a imprensa italiana publicou suposta traição de Barbara Berlusconi.

Fotos dela com um rapaz na entrada de um restaurante foram publicadas em uma revista italiana. barbara disse que era um amigo e afirmou que processaria a revista.

Na semana passada o atacante usou seu microblog para negar que seria pai. Especulações cresceram após uma foto ser veiculada com o jogador beijando a barriga de Barbara.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.