A preocupação dos moradores das proximidades do antigo lixão do Jardim Paraguai, em Barra do Bugres, em relação ao abandono do lugar irá se transformar em breve em bons motivos para comemorar. No local será colocado em prática o Projeto Ação Comunitária e Desenvolvimento Urbano – Transformando um ex-lixão em Espaço Sustentável. A ação é coordenada pela professora do Departamento de Engenharia de Produção Agroindustrial, da Universidade do Estado de Mato Groso (Unemat), Eleonora Cardoso, e será desenvolvida em parceria com a Prefeitura de Barra do Bugres.

O ex-lixão dará lugar ao Bosque das Flores do Cerrado – Parque Comunitário Sustentável. O projeto contempla trilha de caminhada, horta comunitária suspensa, futuramente um centro comunitário, quadra de areia (um pedido da comunidade), preservação da mata nativa, academia ao ar livre para a terceira idade, playground feito com materiais alternativos, estacionamento de bicicletas, containers para coleta seletiva de lixo, entre outros.

Leia também:  Governo e consórcio devem se manifestar após parecer contrário de MPs sobre acordo de obras do VLT

Eleonora explica que iniciou um trabalho de ação comunitária no bairro ainda em 2009, em que foram captados os sonhos dos moradores e que deu embasamento para a confecção do projeto, financiado pelo Ministério da Educação (MEC) e Ministério das Cidades, para revitalizar a área onde funcionava o antigo lixão de modo sustentável. “Para a elaboração do projeto lançamos um concurso entre os acadêmicos da disciplina de urbanismo, do curso de arquitetura e urbanismo da Unemat, campus de Barra do Bugres. Selecionamos oito projetos e destes, três foram classificados”, comenta a professora.

O vencedor do concurso será conhecido nesta quarta-feira (10), às 19 horas, no Auditório da Unemat, e ganhará uma bolsa de estágio na Prefeitura de Barra do Bugres. “O prefeito Júlio Florindo é um administrador arrojado e acreditou na nossa proposta de criar o primeiro parque comunitário, transformando um local que era um ex-lixão em um espaço de flores e convivência comunitária, oferecendo oportunidade de lazer para aquela comunidade”, salienta Eleonora.

Leia também:  Termina quarta-feira (31) prazo de vacinação da febre aftosa

Onde funcionava o ex-lixão ficou um grande buraco e alguns populares ainda depositavam lixo e até animais mortos, causando transtornos à população, mau cheiro, proliferação de animais peçonhentos e o perigo de doenças.

Júlio Florindo observa que era necessário e urgente revitalizar o espaço do ex-lixão para proporcionar aos moradores do Jardim Paraguai e região uma estrutura adequada de lazer. “Locais como o antigo lixão tiram a beleza de nossa cidade, precisamos mudar esta imagem, deixar nosso município mais bonito e agradável tanto para os moradores quanto para quem vem nos visitar”, destaca o prefeito. “Como nossa gestão é participativa vamos buscar outras parcerias para revitalizar mais pontos de Barra do Bugres e assim oferecer espaços de lazer para nossa população e melhorar suas condições de vida”, acrescenta.

Leia também:  Após quase 40 anos, escola estadual de Poconé terá quadra poliesportiva

Estão envolvidos na execução do projeto a equipe da professora Eleonora (Unemat), as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo (por meio do Departamento de Meio Ambiente), de Saúde, Infraestrutura e Serviços Públicos, Desenvolvimento Social e Trabalho e Planejamento Orçamento e Controle.

CAPACITAÇÃO

Nesta quarta-feira também haverá a capacitação dos voluntários (universitários e agentes) que irão trabalhar junto à comunidade do Jardim Paraguai para repassar as informações sobre os serviços que serão desenvolvidos no local. Os trabalhos começam no dia 13 de julho com um mutirão para remoção do lixo e aterramento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.