Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS
Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

 

Manter o corpo em equilíbrio, através da prática de exercícios físicos, é essencial para a saúde. Porém, tudo que é demais, sempre traz algum malefício. Assim como qualquer outra atividade, o exercício físico em excesso também traz prejuízos à saúde.

O pior inimigo dos treinos intensos é o overtraining, termo utilizado para denominar o excesso de atividade física. Este fato acontece quando a pessoa pratica suas atividades inadequadamente, sem respeitar o tempo necessário de descanso do corpo.

Muitas vezes o overtraining se deve ao fato da pessoa sentir ansiedade em alcançar os resultados desejados ou ao excesso de competição, levando-a, normalmente, a ter também uma dieta inadequada. Dentre os sintomas dessa doença estão a perda de apetite e do peso, insônia, cansaço, estresse, agressividade e depressão.

Leia também:  Fumaça do narguilé prejudica garganta, traqueia e pulmão

A partir desse problema, a pessoa fica com uma pré-disposição à vigorexia, transtorno que pode estar relacionado à autoimagem distorcida do indivíduo. Quando isso acontece, a pessoa treina muito, tem obsessão pela aparência e pode consumir anabolizantes, ou seja, está sempre insatisfeita. Quando alguém está acometido dessa síndrome, mesmo que seja forte fisicamente, ao se olhar no espelho, se vê como fraco, pensamento similar ao dos anoréxicos, que sempre se vêem como gordos.

Em casos mais graves, a vigorexia pode levar a insuficiência renal, hepática e problemas vasculares. Quando isso acontece, normalmente é necessário um tratamento médico, psicólogico ou nutricional.

Por isso, para quem pratica qualquer exercício físico, é essencial fazer avaliação periódica e estar acompanhado de um profissional de educação física, a fim de ter o treinamento adequado. Se as atividades forem feitas de forma ponderada e correta, é possível praticar livremente o exercício e, assim, alcançar a saúde e o corpo desejados.

Leia também:  Criança com HIV não tem mais sinais do vírus mesmo sem remédios
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.