Foto:emicles
Foto:emicles

Cento e quarenta e cinco Bombeiros Militar de Mato Grosso atuam durante o período proibitivo de queimadas que começou no dia 15 de julho. Durante dois meses o efetivo atua de forma preventiva através de palestras e por meio de projetos sociais, assim como em resposta a ocorrências em incêndios florestais.
Reprodução

Segundo o comandante Regional I do Corpo de Bombeiros, coronel BM Paulo Wolkmer, a região norte do Estado, cerca de 54 municípios, apontam os maiores índices de queimadas. “Para combater e conscientizar a população, a corporação dobrou o número de efetivo trabalhando. Para isso suspendemos férias, afastamentos e licenciamento dos nossos profissionais”, destacou.

Além do combate aos focos de incêndio, os bombeiros também estão realizando campanhas preventivas em escolas, projetos sociais, centros comunitários e nos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consegs), orientando para não queimar, não jogar lixo em vias públicas e a manter a saúde da comunidade.

Leia também:  Avaliação didática para cargo de professor será em dezembro

“O acidente só acontece onde falha a prevenção. Quanto mais trabalharmos na fase preventiva, menos trabalharemos na fase de resposta”, pontou o comandante regional. (Com ascom)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.