Depois de afirmar em entrevista ao site da revista GQ, Anderson Silva, que irá reencontrar Chris Weidman, o seu algoz, no dia 28 de dezembro, no UFC 168, evento que encerra o ano do UFC. Dana White, o poderoso chefão do UFC, desmentiu a informação, ao menos por enquanto.

“Depois de perder, tenho que me preparar novamente e voltar a lutar. Aliás, confirmo a revanche, que será no dia 28 de dezembro deste ano”, declarou o ex-campeão dos pesos médios da organização.

Ao jornalista Ariel Helwani, do site MMA Fighting, o chefão do UFC disse que não há nada confirmado. “Ele não nos disse isso. Nós não temos nenhuma luta ainda”, declarou.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

Em contato com o UOL Esporte, a assessoria de imprensa do UFC no Brasil disse que não há nenhuma informação oficial sobre esta confirmação até o momento. Já Ed Soares, um dos empresários do brasileiro, não confirmou nem negou a próxima luta de Anderson.

“Não tenho nada para falar sobre isso. Não vou falar a respeito disso e não posso e não tenho nada para te informar”, declarou Ed.

Inicialmente, Anderson Silva não se mostrou favorável à uma revanche imediata contra Chris Weidman, que o nocauteou no último sábado, no UFC 162, e tomou o cinturão da categoria. Falou-se, inclusive, que o brasileiro estaria cogitando a aposentadoria.

Dana White, presidente da organização, entrou em ação. Marcou uma viagem para Los Angeles, onde encontraria o ex-campeão, para convencê-lo a desafiar Weidman. O chefão do UFC acenou com a chance de a nova luta entre eles ser realizada no ano que vem, mas mudou de ideia e resolveu tentar programá-la para dezembro.

Leia também:  Holloway vence a luta contra José Aldo

A maneira como Anderson foi derrotado instigou ainda mais o presidente Dana White a pressionar pela realização da revanche. O brasileiro abusou das provocações no octógono e, enquanto fingia cambalear e chamava o norte-americano para a briga, foi atingido por um cruzado no queixo e caiu nocauteado.

Caso a luta realmente seja marcada para o dia 28 de dezembro, o combate entre Ronda Rousey e Miesha Tate, previsto para esta data, poderia ser remanejado para fevereiro de 2014, no fim de semana do Super Bowl.Ou, em outra hipótese, as duas lutas seriam realizadas no mesmo dia, tornando o UFC 168 um superevento com duas disputas de cinturão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.