Mais
    Agora MT Política Deputado alega conspiração e diz que não há processo aberto
    POLêMICA

    Deputado alega conspiração e diz que não há processo aberto

    Valter Reginold, representante dos Sentinelas, explica que o partido está sem diretório há três anos

    DA REDAÇÃO COM GAZETA DIGITAL
    VIA

    Foto: Arquivo AGORA MT
    Foto: Arquivo AGORA MT

    O deputado federal Valtenir Pereira, presidente do PSB em Mato Grosso, sofreu mais um revés ontem sexta-feira (26), após militantes do partido pedirem o seu afastamento à Executiva Nacional, para que seja apurado o episódio de suposto “caixa 2”, sem macular a imagem partidária. O secretário geral do PSB em Cuiabá, Suelme Evangelista, afirma que a Executiva não sabia da movimentação. Já Valtenir, acredita que exista uma conspiração externa e agora interna contra o crescimento do partido a nível nacional e alega que não há inquérito aberto contra ele.

    Movimentos do PSB como Sentinelas, Juventude, Mulher, e LGBT, assinaram documento pedindo que a Executiva Nacional afaste Valtenir da presidência do partido, para que seja investigado o episódio envolvendo o deputado que explodiu nesta última semana, após ter sido relacionado a um esquema pela Polícia Federal, que encontrou notas fiscais das empresas AS&M, Grafica Print e Casarão Vídeos, na sede da Idea Digital em Paraíba, no valor de R$235 mil.

    Para Valtenir, o PSB vive um momento de conspiração. “A conspiração chegou ao Mato Grosso, e é externo e agora internamente partidário, contra o crescimento do partido em nível nacional”, explicou.

    O deputado também alegou que não há processos tramitando contra ele. “Fui ao Ministério Público Federal, ao Supremo Tribunal Federal, a Corregedoria da Polícia Federal, e irei até Paraíba e Pernambuco, para descobrir onde está processo, que não estão nestes locais”, rebateu.

    “Vamos esclarecer o que aconteceu, mas estamos procurando entender o que está acontecendo, porque não autorizei ninguém a receber nada fora da lei, toda a despesa foi paga com os cheques da campanha”, disse.

    No entanto, o deputado federal acredita que a conspiração aconteceu justamente pelo presidenciável Eduardo Campos (PSB), poder crescer com a queda vertiginosa da presidente Dilma, e após ter declarado à imprensa que poderia disputar um cargo majoritário, ao governo ou ao Senado em 2014. “Só foi falar em majoritária que começou a fritação”, acrescentou.

    Já o secretário do partido, Suelme Evangelista, alega que a Executiva não sabia da movimentação, que Valtenir está legítimo no cargo de presidente, e que ainda assim, o movimento social que surgiu dentro do partido é autônomo.

    Valter Reginold, representante dos Sentinelas, explica que o partido está sem diretório há três anos. “O Valtenir não convocou eleição, temos um diretório provisório porque ele convocou um congresso no dia de jogo da Copa do Mundo, em um domingo, em 2010, e conseguimos derrubar isso na Justiça. Mas disputamos cargos de governador e de prefeito, sem ter um diretório constituído”, criticou.

    Para Reginold, o partido dá voz às ruas, e que tomou medidas enérgicas pelo histórico do PSB em combate a corrupção. “Não queremos ter apenas uma estrela no partido, queremos que a sociedade seja a nossa constelação. O Valtenir já afirmou que irá se explicar, mas cobramos da Nacional, um posicionamento, porque isto precisa ser investigado com ele afastado da presidência para não macular a imagem de 60 anos de luta contra a corrupção do PSB”, disse.

    Relacionadas

    Em primeiro ato de campanha, Bolsonaro convoca apoiadores para o 7 de setembro

    Em seu primeiro ato oficial da campanha eleitoral deste ano, o candidato do PL à reeleição à Presidência da República, Jair Bolsonaro, criticou, nesta...

    Facebook e Vivo terão que fornecer dados de autores de mensagens contra Wellington

    O juiz eleitoral Abel Sguarezi acatou o pedido do PL e determinou que a Vivo e o Facebook forneçam nomes, dados, endereços e informações...

    Sindicato e Prefeitura tentam diálogo, mas entidade mantém convocação de servidores e chance de greve

    No auditório da Prefeitura, representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) e servidores se reuniram, nesta quarta-feira (10), com o secretário...

    Primeiro ato de Lula é no ABC. Ciro vai a SP

    Os candidatos à esquerda nestas eleições deram início a corrida eleitoral em seus primeiros atos de campanha nesta terça-feira (16). Enquanto o presidente da...

    Prefeitura envia projeto de loteamento à Câmara e recebe críticas sobre falta de estrutura

    A Prefeitura de Rondonópolis encaminhou à Câmara de Vereadores, nesta quarta-feira (10), o projeto de Lei número 355/2022, que prevê a aquisição de uma...

    Rosa Weber é eleita presidente do Supremo Tribunal Federal

    A ministra Rosa Weber foi eleita presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (10), durante sessão administrativa da Corte. O ministro Luís Roberto Barroso ocupará a vice-presidência....

    Patrimônio de candidato ao Senado cresce 566% em 12 anos e chega a mais de R$ 14 milhões

    Entre 2010 e 2022, o patrimônio do candidato ao Senado nestas eleições, Antonio Galvan (PTB), cresceu 566%. O presidente licenciado da Aprosoja declarou à...

    Wellington pede e Bolsonaro revoga decreto que prejudicava corretores de imóveis

    O senador Wellington Fagundes (PL) interveio junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e ao ministro General Braga Netto, candidato à vice-presidente da...

    Nelson Orlato, prefeito de Pedra Preta, morre neste domingo (14)

    O prefeito do município de Pedra Preta, Nelson Orlato (PSB), faleceu na tarde deste domingo (14). Há pelo menos um ano, ele lutava contra...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas