“Como o prefeito disse que irá desistir de executar a obra, agora o próximo passo é fazer a prestação de contas. Se estiver tudo correto não haverá nenhum problema”, afirma o superintendente do DNIT.
“Como o prefeito disse que irá desistir de executar a obra, agora o próximo passo é fazer a prestação de contas. Se estiver tudo correto não haverá nenhum problema”, afirma o superintendente do DNIT.

Com a devolução das obras da travessia urbana de Rondonópolis ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) o prefeito Percival Muniz terá que prestar contas da obra e caso seja necessário devolver os valores pendentes.

O superintendente regional do Dnit, Luiz Antônio Garcia, afirmou que assim que for comunicado oficialmente da desistência da prefeitura em executar a obra, o prefeito terá que efetuar uma prestação de contas de como foi aplicado os valores depositados na conta da prefeitura para a gestão da construção da travessia.

“Como o prefeito disse que irá desistir de executar a obra, agora o próximo passo é fazer a prestação de contas. Se estiver tudo correto não haverá nenhum problema”, argumento Luiz.

Com a devolução, as obras serão suspensas para que o departamento realize uma nova licitação para conclusão da travessia. O superintendente observou que será feita uma atualização do projeto, tendo em vista o crescimento da cidade e mudança no perfil da composição da frota. “Antigamente os veículos eram predominantemente de quatro eixos, agora há um fluxo de carros com sete e nove eixos, o que necessitará de uma readequação e melhoria no perímetro”, concluiu.

Leia também:  Rondonópolis | 'Alerta laranja' para temporal com vento forte é divulgado pelo INMET

A assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal apresentou os dados da Travessia Urbana 163/364.

BALANÇO DO SERVIÇO EXECUTADO (de 2009 a 2012)

Entre 2 de abril de 2009 à 31 de dezembro de 2011 foram gastos R$ 24.821,044,40.

De 1º de janeiro de 2012 a 30 de novembro de 2012 mais R$ 5.623.754,32 foram investidos.

As despesas de dezembro de 2012 a 28 de fevereiro de 2013 chegaram a R$ 447.222,50.

Prestação de conta (de 2009 a 2012)

TERRAPLENAGEM

Por este serviço a Prefeitura repassou para Objetiva, empresa responsável pela obra R$ 9.958.191,44.

O custo foi o mesmo medido pelo Dnit R$ 9.958.191,44.

PAVIMENTAÇÃO

A Prefeitura pagou para a empreiteira R$ 4.133.321,78.

Leia também:  Inscrições para o CONPeduc 2017 estão abertas em Rondonópolis

O valor estipulado pelo Dnit foi R$ 2.956.801,41.

A diferença é de R$ 1.176.520,37.

DRENAGEM

Para a execução deste serviço a Objetiva recebeu da Prefeitura R$ 9.196.468,89.

Para o Dnit o trabalho está custeado em R$ 7.169.750,00.

A diferença é de R$ 2.026.898,89.

OBRA DE ARTE CORRENTE

Neste item repasse do executivo à empresa foi de R$ 2.102.440,58.

A quantia calculada pelo Dnit é de R$ 1.833.873,71.

A diferença é de R$ 268.566,87.

SINALIZAÇÃO

Neste item os valores da Prefeitura e Dnit são iguais. A conta é de R$ 31.506,26.

OBRAS COMPLEMENTARES

A Prefeitura pagou para a empreiteira R$ 703.037,25.

Segundo levantamento do Dnit o custo pelo serviço é de R$ 543.611,40.

A diferença é de R$ 159.425,25.

AQUISIÇÃO DE MATERIAL BETUMINOSO

A Prefeitura declarou pagamento de R$ 1.633.980,61 para a Objetiva.

Valor estipulado pelo Dnit é 506.485,54.

TRANSPORTE DE MATERIAL BETUMINOSO

Por este serviço a Prefeitura atesta pagamento de R$ 143.957,53.

Pela medição do Dnit a soma é de 487.281,60.

Leia também:  Sanear libera rede de esgoto da Vila Goulart para uso dos moradores

A diferença é de R$ 343.324,07.

INSTALAÇÃO DE CANTEIRO

Este item não apresentou diferença. O valor apresentado pela Prefeitura e Dnit é de R$ 881.164,20.

MOBILIZAÇÃO E DESMOBILIZAÇÃO

Este item também não apresentou diferença. O valor apresentado pela Prefeitura e Dnit é de R$ 71.673,13.

OBRA DE ARTE ESPECIAL

A Prefeitura informou o pagamento de R$ 1.140.156,07 a empreiteira responsável pela obra.

A estimativa calculada pelo Dnit é de R$ 1.589.346,95.

A diferença é de R$ 449.190,88.

TRANSPORTES

Para a execução deste serviço o poder público municipal repassou R$ 12.517,55 para a Objetiva.

Pela medição do Dnit a quantia é de R$ 79.676,35

A diferença está fixada em R$ 67.158.80.

TOTAL

Considerando os valores discriminados nos 13 itens a Prefeitura repassou para a Objetiva um total de R$ 30.432.077,59. A contabilidade do Dnit indica um montante final de R$ 25.779.037,59.

Os números demostram uma diferença de R$ 4.585.881,44.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.