Divulgação
Divulgação

As doenças cardiovasculares, como infartos e acidentes vasculares encefálicos (AVE), continuam sendo a primeira causa de mortes no mundo, com 17 milhões de mortos em 2011, segundo a lista das dez principais causas de mortalidade publicada nesta segunda (22), pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em 2000, as doenças cardiovasculares já lideravam a classificação, de acordo com o quadro comparativo da OMS.

Já a tuberculose, que na época ocupava a oitava posição, saiu do quadro, ao cair para 13º. Ainda assim, a doença matou um milhão de pessoas no mundo em 2011. A tuberculose é a única causa de mortalidade a sair da lista das dez doenças mais letais da OMS entre 2000 e 2011.

Leia também:  Dieta cetogênica: razão ou crença?

Os acidentes de estrada agora aparecem no ranking, em nono lugar, sendo responsáveis pela morte de 1,3 milhão de pessoas em 2011, ou seja 3.500 mortes por dia , 700 a mais por dia em relação a 2000, segundo a OMS.

De maneira geral, as doenças não transmissíveis foram responsáveis por dois terços das mortes no mundo em 2011, contra 60% há 11 anos. As quatro principais doenças não transmissíveis são as doenças cardiovasculares, o câncer, o diabetes e as doenças pulmonares crônicas.

A aids continua em sexta posição, matando 1,6 milhão de pessoas em 2011, 2,9% das mortes, e em 2000 com 3% das mortes.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.