O secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, disse hoje (1º) que a Copa do Mundo de 2014, que será disputada em 12 cidades brasileiras, terá os ingressos mais baratos da história da competição, cuja primeira edição ocorreu em 1930.

Após apresentar balanço sobre a Copa das Confederações, que terminou ontem (30), no Rio, Valcke disse que, em 70% dos jogos de 2014, os ingressos tendem a custar menos que os das últimas copas, sem dar muitos detalhes.

“Do jogo 2 ao 48, vai ser o ingresso mais barato que já tivemos em Copa do Mundo, ainda mais se você aplicar o sistema de desconto. Vai ser realmente barato”, reforçou. Uma entrevista sobre o tema está prevista para 19 de julho.

Leia também:  Seleção masculina de futsal brasileira disputará amistosos em Mato Grosso

O secretário-geral também confirmou que o gás lacrimogênio usado para conter a manifestação no entorno do Maracanã ontem (30), na partida final da Copa das Confederações, foi sentido no estádio. “Se você tem gás ao redor do estádio, o gás entra no estádio, o que você pode fazer? Colocar voluntários para soprar?”

Valcke evitou polemizar o assunto e foi enfático ao argumentar que a segurança é um “problema e responsabilidade” dos governos. “A Fifa pede segurança para os torcedores, para o estádio, para o evento em si. Não estamos dizendo o que fazer e nem podemos, esse assunto é tema de governo”, alegou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.