Julian Assange - Foto: Internet
Julian Assange – Foto: Internet

Julian Assange, o fundador do site WikiLeaks, lançou oficialmente um partido político para disputar as eleições australianas deste ano, afirmando que uma vitória de seus candidatos permitirá colocar “os melhores jornalistas investigativos no Senado”.

Assange disse que o Partido WikiLeaks apresentará sete candidatos para a câmara alta nos estados de Nova Gales do Sul, Victoria e Austrália Ocidental.

Apesar de estar refugiado na embaixada do Equador em Londres há mais de um ano, Assange disse ainda que vai disputar o pleito em Victoria.

“Os valores fundamentais do Partido WikiLeaks de transparência, responsabilidade e justiça constituem o padrão através do qual examinaremos todos os assuntos importantes para os australianos: a reforma fiscal, os pedidos de asilo, política relativa à mudança climática e outros”, afirmou em um artigo publicado no jornal The Australian.

Leia também:  Brasileiro movido por ciúmes mata ex-amigo estrangulado na Itália

A Austrália celebrará eleições antes do final de novembro, nas quais o Partido Trabalhista do primeiro-ministro Kevin Rudd enfrentará os conservadores liderados por Tony Abbott.

Segundo as pesquisas, Abbott venceria por uma estreita margem.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.