Com o objetivo de mandar uma mensagem aos atletas e limpar o MMA das drogas, o campeão peso meio-médio, Georges St-Pierre, está disposto a se submeter ao teste antidrogas do VADA (agência voluntária antidoping).
Em entrevista dada ao site canadense “SportsNet” na noite do UFC 162, em Las Vegas, o campeão afirmou estar preocupado com o momento do esporte e aproveitou para convidar seu adversário Johny Hendricks para realizar também o exame para a luta no UFC 167.
– Hoje em dia, tem muito dinheiro envolvido, há diversas maneiras para se trapacear e eu acredito no teste da VADA. Por isso, eu chamo meu oponente para fazer o exame para a luta do título – disse Georges St-Pierre.
O assunto não é novidade para o candense, que sempre foi acusado por seus adversários de usar substâncias ilegais em suas lutas. Sem ser pego uma única vez sequer no antidoping, St-Pierre fez um apelo aos outros lutadores.
– Eu sou acusado sempre e, por isso, eu convido, se possível, todos os atletas de alto nível do UFC a fazer o mesmo. Eu acho que isso seria bom para fazer um esporte melhor. Eu estou pronto para fazer isso e ser um bom exemplo – comentou o campeão.

Leia também:  Academia é destaque em competição em Minas Gerais
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.