Neymar já está na Espanha – desta vez, em definitivo. Quase dois meses após um “bate-volta” para que fosse apresentado à torcida do Barcelona, o atacante desembarcou no aeroporto da cidade catalã por volta das 9h do local (4h, no horário de Brasília) deste domingo. Nesta segunda-feira, o jogador faz o primeiro treino ao lado de Messi, Iniesta e os demais craques do Barça, na Cidade Esportiva – complexo onde o time do Camp Nou realiza as atividades diárias.

Minutos antes das 9h, alguns curiosos já se encontravam em frente ao portão de desembarque, inicialmente sem saber o porquê da movimentação de cinegrafistas e fotógrafos. Informados de que Neymar estava para chegar em Barcelona, muitos dos que esperavam familiares e amigos decidiram permanecer por mais tempo no saguão, atrás de uma foto do jogador.

Leia também:  MT fatura ouro e prata na luta olímpica dos Jogos Escolares

O brasileiro, porém, deixou o aeroporto por uma área reservada. O atacante chegou a Barcelona acompanhado do pai, Neymar da Silva Santos, de seu assessor pessoal e de alguns amigos. No voo de São Paulo até a cidade catalã, que durou mais de dez horas, o astro tirou fotos com comissários de bordo e dormiu quase a viagem toda.

Minutos depois do “olé” na imprensa, Neymar publicou, em uma rede social, uma imagem confirmando a chegada em Barcelona aos fãs. O jogador da seleção brasileira aproveitou para deixar uma saudação em espanhol para os torcedores do Barça.

– Bom dia / Buenos dias – escreveu exibindo uma tatuagem no dedo e um tom de cabelo um pouco avermelhado.
Na Espanha, o ex-atacante do Santos também vai morar com a mãe, Nadine, e a irmã, Rafaella Santos – que chegaram a Barcelona nos últimos dias. Segundo o jornal espanhol “Gol”, o jogador já decidiu onde vai morar: uma residência de cinco quatros em Pedralbes, bairro nobre da cidade, que fica perto do Camp Nou e próximo de onde mora o zagueiro e capitão do Barça, Carles Puyol.
De acordo com o Barcelona, a contratação de Neymar custou € 57 milhões (R$ 170,43 milhões), sendo que € 17,1 milhões (R$ 51,13 milhões) foram destinados ao Santos. O Alvinegro ficou com 55% (€ 9,4 milhões, ou R$ 28,12 milhões), e repassou os 45% restantes à DIS (que detinha 40% dos direitos econômicos do craque) e à Teisa, fundo de investidores que possuía os outros 5% dos direitos.
Além da transferência propriamente dita, Santos e Barcelona também acertaram um contrato no qual os catalães darão apoio no trabalho nas categorias de base, prioridade ao Barça na contratação de três jovens promessas do clube, e dois amistosos entre as equipes. O primeiro deles, em solo espanhol, ocorre nesta sexta-feira, no Camp Nou – e será válido pelo troféu Joan Gamper. Já o segundo, no Brasil, ainda não tem data para ocorrer. Se o jogo em território brasileiro não for disputado, os espanhóis pagam ao Peixe € 4,5 milhões (R$ 13,45 milhões).

Leia também:  Mixto, Dom Bosco e Cacerense viram adversários diretos do União na Copa Federação

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.