Mais
    Agora MT Brasil Joaquim Barbosa voa para ver jogo com dinheiro público
    BRASIL

    Joaquim Barbosa voa para ver jogo com dinheiro público

    Da redação com Estadão
    VIA

    O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, usou recursos da Corte para se deslocar ao Rio de Janeiro no final de semana de 2 de junho, quando assistiu ao jogo Brasil e Inglaterra no estádio do Maracanã. O STF diz que a viagem foi paga com a cota que os ministros têm direito, mas não divulgou o valor pago nem qualquer regulamento sobre o uso da cota.

    O tribunal confirmou à reportagem que não havia na agenda do presidente nenhum compromisso oficial no Rio de Janeiro durante o final de semana do jogo no Maracanã. Barbosa tem residência na cidade e acompanhou o jogo ao lado do filho Felipe no camarote do casal de apresentadores da TV Globo Luciano Huck e Angélica. Segundo a Corte, porém, apenas o ministro viajou de Brasília com as despesas pagas pelo STF. Os voos de ida e de volta foram feitos em aviões de carreira.

    Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo de maio deste ano mostrou que ministros têm usado recursos da Corte para viagens durante o recesso forense, quando estão de férias, e para levar as mulheres em diversos voos internacionais. O total gasto em passagens para ministros do STF e suas mulheres entre 2009 e 2012 foi de R$ 2,2 milhões. Neste período, Barbosa utilizou recursos da Corte para passagens enquanto estava de licença médica e não participava dos trabalhos em Brasília. Os dados oficiais foram retirados do portal da transparência do Supremo após a reportagem por supostas “inconsistências”.

    O Supremo diz que os ministros dispõem de uma cota para voos nacionais tendo como base uma decisão tomada em um processo administrativo durante a gestão de Nelson Jobim na presidência da Corte. Segundo o STF, a cota equivale a um deslocamento mensal para o estado de origem com base na tarifa mais alta para voos entre Brasília e Sergipe, devido ao fato de o ministro já aposentado Carlos Ayres Britto ser o integrante da corte naquele momento que morava na unidade da federação mais distante.

    De acordo com o tribunal, a cota é anual e não é submetida a controle. As passagens podem ser usadas a qualquer momento, inclusive no recesso parlamentar, durante licenças, ou para viagens motivadas por interesses pessoais dos ministros.

    À exceção do recém-empossado Luís Roberto Barroso, e de Celso de Mello, Marco Aurélio Mello e Teori Zavascki, os outros sete integrantes da atual configuração do tribunal usaram passagens áreas pagas pelo Supremo durante os recessos de julho e janeiro entre 2009 e 2012 segundo os dados que estavam no portal do próprio STF.

    Relacionadas

    Ciclone com ventos de 100 km/h deve causar danos no Sul do país

    O litoral do Rio Grande do Sul deverá ser atingido, por volta do meio-dia desta terça-feira (17), pelo ciclone Yakecan — expressão que significa...

    Enem 2022: conteúdos e gratuitos ajudam os participantes nos estudos para o exame

    A internet é uma potente ferramenta para quem deseja se preparar para importantes provas, como o no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), uma das...

    Saque do FGTS é liberado a 3,5 milhões neste sábado; veja quem recebe

    Mais 3,5 milhões de trabalhadores terão o saque extraordinário de até R$ 1.000 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) liberado neste...

    Ex-morador de rua já foi condenado e preso por sequestro, extorsão e furto

    Um novo desdobramento da história de Givaldo Alves – o ex-morador de rua agredido pelo personal trainer Eduardo Alves após ter sido flagrado fazendo sexo com a mulher...

    Brasil registra 62 mortes e mais de 20 mil novos casos de Covid nas últimas 24h

    O Brasil registrou 62 mortes por Covid e 20.521 casos da doença, neste sábado (21). Com isso, o país chega a 665.657 mortes e...

    STF valida punições para motorista que recusar teste de bafômetro

    O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que é válida a punição a motoristas que se recusam a fazer o teste do bafômetro. De acordo com a Lei...

    Presidente da Petrobras, José Coelho, é demitido e Caio Paes deve ocupar a função

    Empossado há pouco mais de um mês, o químico José Mauro Ferreira Coelho foi demitido do cargo de presidente da Petrobras nesta segunda-feira (23)....

    Renda dos caminhoneiros encolheu 11% em seis anos, aponta estudo

    Em seis anos, a renda média dos caminhoneiros no Brasil caiu 11%, passou de R$ 3.600, em 2015, para R$ 3.200, em 2021. O...

    Ciclone Yakecan causa estragos no Litoral, mas se afasta do RS

    Após causar estragos especialmente no Litoral, o ciclone Yakecan começou a perder força no início da madrugada desta quarta-feira. O "olho" da tempestade se...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas