De volta ao MMA após se recuperar de uma série de lesões, Ana Maria Índica já emendou duas vitórias seguidas depois de seu retorno. A lutadora do Team Nogueira de quebra ainda conquistou o cinturão feminino do Web Fight 2, este mês no Rio de Janeiro.

Em entrevista ao “MMA Live Brasil”, a atleta comemora a entrada das mulheres no UFC e sonha logo ganhar seu espaço para estrear no maior evento de MMA do mundo.

“Eu nunca tive dúvidas de que teria o MMA feminino no UFC, pois sabia que isso era uma evolução normal do esporte. Sempre trabalhei em função de lutar no maior evento do mundo, que é o UFC, e tinha gente que dizia que eu sonhava demais. Posso encerrar minha carreira com chave de ouro, vou buscar meu espaço de todas as formas, sei que tem um longo caminho pela frente, mas vou dar meu melhor e na hora certa para estar lá dentro estarei pronta”.

Leia também:  Atleta de Rondonópolis fica com cinturão do Conselho Mundial de Muaythai

Ana Maria comentou ainda as estreias de duas brasileiras na organização. Jessica Andrade lutará contra Liz Carmouche neste sábado, enquanto Amanda Nunes terá pela frente Sheila Gaff no UFC Rio 4, no dia 03 de agosto.

“Acredito muito nas vitórias delas”, disse, “A Jéssica é uma menina muito inteligente e acredito nela por isso. Ela monta uma estratégia e consegue ser fria o suficiente pra se manter naquilo que ela propôs ali. Já a Amanda é diferente. A Jéssica pode ganhar pela calma e frieza, mas a Amanda pode ganhar pela emoção dela. E a Amanda tem um Jiu-Jitsu muito bom, uma mão forte, e acredito que ela vai meter a mão. Acho que ela pode ser uma das primeiras brasileiras a conquistar esse cinturão”.

Leia também:  FMF confirma participação na Copa do Brasil de Seleções Estaduais Sub-20 da CBF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.