O LEC mostrou que não se abalou com a saída de Roberval Davino do comando do clube e subiu para os sete pontos, brigando com o Sampaio Corrêa pelo terceiro lugar. Os maranhenses estão na frente por ter saldo melhor (6 a 3).

O Brasiliense, por outro lado, segue seu martírio. Os representantes do Distrito Federal tem apenas um pontos e conheceram sua segunda derrota no torneio, caindo para o penúltimo lugar. A partida também marcou a estreia de Roberto Fonseca no comando do clube.

O jogo
Ainda procurando a primeira vitória, o Brasiliense tentou fazer pressão no começo do jogo e no primeiro minuto criou boa situação com o jovem Luquinhas. Após cruzamento, Gabriel Leite saiu errado e a bola sobrou para o atacante, que sem angulo bateu para fora.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

O Luverdense, por sua vez, foi mortal. Aos sete minutos, Rafael Tavares cobrou falta fechada, em direção à área, na cabeça de Gilson. O meio-campista deu um leve desvio e tirou o goleiro Welder do lance para abrir o placar.

A situação crítica e o gol deixaram o Brasiliense nervoso. Sem conseguir criar e demorando para se adaptar ao esquema tático com três atacantes, os donos da casa viram o adversário levar bastante perigo nos contra-ataques.

Endiabrado, Misael quase aumentou. Ele recebeu lançamento longo, balançou na frente da marcação e bateu cruzado. O goleiro Welder fechou bem o ângulo e colocou para escanteio. Antes do intervalo, porém, o Brasiliense cresceu e criou oportunidades.

Luquinhas e Fábio Braz tiveram as chances. Nos acréscimos, o zagueiro aproveitou cobrança de falta de Baiano e desviou de cabeça. A bola tinha endereço, mas o goleiro Gabriel Leite fez grande defesa.

Leia também:  Falso treinador é preso por pedofilia após prometer vaga em time em troca de 'nudes'

Na segunda etapa, Formiga e Elivelton entraram no jogo para tentar dar mais gás no jogo, mas o Brasiliense seguir com inúmeras dificuldades para criar jogadas. O esquema com três atacantes funcionava bem no campo de defesa, com a marcação dos alas do Luverdense, mas no ataque não funcionava.

Enquanto isto, os visitantes aproveitaram a ineficiência do adversário para tocar a bola e deixar a partida tranquila. Vez ou outra, o LEC conseguiu encaixar contra-ataques e levar perigo ao goleiro Welder. Washington e Samuel arriscaram, mas nada que mudasse o placar.

Próximos jogos
O Brasiliense volta a campo contra o CRB, no próximo domingo, às 19 horas, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. No mesmo dia, porém um pouco mais cedo, o Luverdense recebe o Treze, às 17 horas, no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde.

Leia também:  Preparador de goleiros lembra o dia em que Neymar enfrentou o União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.