Foto: assessoria
Foto: assessoria

Uma prova de que essa realidade é uma constante, será o número recorde de animais em exposição (13 mil), onde cerca de 1.080 animais de elite (PO)  estarão disponibilizados à comercialização, e dos quais 500 serão submetidos a julgamentos raciais este ano na feira.
Esses números, segundo o dirigente sindical e representante da Comissão de Bovinos da 41ª Exposul, Francisco Pugliese de Castro, mais conhecido como “Chico da Paulicéia”, fazem o referencial da feira em relação às demais, e a consolidam como a maior feira agropecuária do estado e uma das maiores do país, por conta do número de animais julgados e comercializados.
Além dessas performances que estão tornando a Exposul, uma referência no mercado do agronegócio e no mercado agropecuário, a alta qualidade genética dos animais oferecidos durante a feira referendam a qualidade e seriedade do evento.

Leia também:  Unidade Caic realiza palestra sobre saúde da mulher na quinta

“A Exposul ano a ano, vem se tornando uma grande referência no mercado de animais de elite, porque aqui o comprador pode ter a certeza e a segurança da qualidade genética dos animais, bem como, a origem e procedências comprovadas. Nós aqui dispomos dos melhores produtos, produzidos nos melhores criatórios da região e que são referência em padrão de nível nacional”, assegurou Chico da paulicéia.

O dirigente sindical adiantou ainda que, dos mais de 500 animais de elite da raça Nelore (PO), que estarão nas argolas e vão participar dos julgamentos raciais, 350 são touros de elite, além de mais 35 lotes de fêmeas do mais alto padrão genético do país, que estarão à disposição dos compradores, através dos vários leilões da Exposul.
Na verdade, são animais oriundos dos melhores criatórios dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná,  Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Leia também:  Inscrição do Ensino Médio e Superior do IFMT Rondonópolis encerra dia 8 de outubro

Todavia, além dos animais da raça Nelore, exemplares puros das raças Senepol e Braford, largamente utilizados em cruzamentos industriais tendo como base racial o Nelore, também estarão à disposição dos compradores durante a Exposul.

Três juízes da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ de São Paulo (SP): Jurado 01- Valdecir Marinho Junior (SP); Jurado 02- Conrado Giraldi (SP), e  Jurado 03 – Jandoví Junior (MT), virão a Rondonópolis para realizar o julgamento racial dos animais (machos e fêmeas), com idades de 06 a 36 meses, e estarão elegendo os mais puros animais da raça Nelore, segundo o ranking Nelore Brasil, capitaneado pela Nelore do Mato Grosso.
Além dos bovinos de elite, e dos pequenos animais como, Ovinos e Caprinos, o “Cavalo Pantaneiro” também promete ser uma das grandes atrações da feira este ano, e estará no parque de 13 a 17 de agosto.

Leia também:  'México' é tema de festa da véspera de feriado em Rondonópolis

A performance da raça genuinamente mato-grossense, agradou aos pecuaristas locais, pela rusticidade, e adaptabilidade natural do animal na lida no campo, e este ano, retorna à Exposul, com um lote de pelo menos 40 animais da mais alta linhagem. O Cavalo Pantaneiro estará em conformação e participará do julgamento racial, estando posteriormente à disposição dos compradores durante o “5º Leilão Arca de Noé”, que será realizado na sexta-feira (17), a partir das 20h no Pavilhão de Elite do parque.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.