As trocas de equipe por parte dos lutadores de MMA tornaram-se cada vez mais frequentes. Se nos primórdios do esporte a expressão “creonte”, criada por Carlson Gracie, denotava uma ofensa contra os que mudavam de bandeira, hoje não é raro ver as mudanças em busca de treinos melhores e novos companheiros. Assim, a saída de Fábio Maldonado, que vinha de três derrotas consecutivas antes de enfrentar Roger Hollett, poderia passar despercebida pelos fãs e pela mídia. Mas nesse caso o buraco é muito mais embaixo. Fora da Team Nogueira, equipe dos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, Maldonado tornou público o motivo da saída: negócios. Mais precisamente uma franquia da Team Nogueira em Sorocaba-SP, onde mora. Com sua já conhecida sinceridade, ele criticou Minotauro, Minotouro e Rafael Feijão por ter “perdido” a administração da franquia para este último, disse que é contra lutadores como Anderson Silva e Erick Silva pagarem porcentagem de bolsa de luta só para a XGym, onde também treinam, e relembrou até um problema que teve com o Spider por causa de um “esculacho” que o fez se sentir humilhado.

Inicialmente, o atleta não quis revelar a causa de sua saída, antes que um dos irmãos Nogueira se pronunciasse sobre o assunto. Procurado pela reportagem do Combate.com, Minotauro deu sua versão sobre a história. De acordo com o líder da equipe, Fábio negociou por um ano a abertura de uma franquia de sua academia em Sorocaba, mas não fechou negócio. Posteriormente, Maldonado abriu sua própria academia na cidade, com outro nome, o que permitiu que a empresa que cuida das franquias da Team Nogueira negociasse com Rafael Feijão e Herman Gutierrez, ex-treinador de Fábio Maldonado, a abertura de uma filial sorocabana, o que teria chateado o “Caipira de Aço”.
– Depois da montagem da academia, falei com ele por telefone. O Maldonado se chateou porque ele queria fazer a dele, mas antes disso teve uma época de conversação. Ele levou alguns candidatos a sócios que queriam fazer academia com ele. Pessoas de negócios. A gente procura empresários para poderem fazer. Os candidatos que vieram para a academia eram dois, mas não fecharam negócio. Ficamos um ano conversando com pessoas que Maldonado trouxe, mas não fizeram nada. Aí ele abriu academia em Sorocaba. Depois que ele abriu, eu até fui na inauguração da academia. Academia legal de MMA, menor, mas muito bacana. Então ele colocou outra academia, com outra marca, com outro nome, abrindo assim a possibilidade de abrir nossa franquia na cidade. Se foi colocada academia, sem bandeira da gente, abriu possibilidade de nossa bandeira na cidade. Foi uma situação que o Feijão tinha interesse, chegou e concluiu a franquia. Como vou dizer não para o Feijão? – explicou Minotauro.
Apesar dos problemas, Minotauro faz questão de ressaltar que a parte comercial, principalmente sobre a venda de franquias, não passa por ele, que cuida apenas da parte técnica, auxiliando no treinamento dos professores que são contratados para as filiais.
– Eu senti muito a saída dele da equipe profissional. Mas, a saída dele não foi por conta de treinamento, foi pelas filiais. A filial de lá é do Rafael Feijão e do Herman (Gutierrez), ex-professor do Maldonado. É uma coisa que sai do meu controle. Não sou eu que controlo. Eu não participei muito dessa parte comercial. Eu sou totalmente da parte técnica. No financeiro e no comercial eu não sou ninguém. O Maldonado teve uma posibilidade, trouxe pessoas para fazer parte da franquia, mas o Feijão concluiu e fez a compra. Foi totalmente o comercial que desencadeou isso aí. Não foi uma coisa pessoal entre Maldonado, Feijão e eu. Longe disso. Toda a parte comercial não passa por mim. O cara que o Feijão trouxe se enquadrou no perfil. Eu sou apenas sócio da empresa – afirmou o peso-pesado.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17

Após saber da explicação dada por Rodrigo Minotauro sobre o fato dele ter deixado a Team Nogueira, Fábio Maldonado negou de forma veemente a história. Segundo o paulista, Feijão e Herman já utilizavam o nome da equipe em Sorocaba desde 2009, sem autorização dos irmãos Nogueira, enquanto ele pedia para usar constantemente. Ainda de acordo com Maldonado, Rogério Minotouro e Eric Lobão, que atua como consultor de negócios e estratégias da Team Nogueira, faziam vista grossa para seus avisos de uso indevido da marca.
– O Minotauro está mentindo. Todo mundo quer usar a Team Nogueira. Ele deixava todo mundo usar em tudo que é canto do Brasil. Eles não têm nada para dizer que não pode usar o nome. Você pega uma academia de bairro de Belém do Pará, o cara usa e ninguém barra. Eu disse para o Rogério e para o Eric que montava uma academia, mas eles fingiam que não viam. Ele não me deixou usar o nome, e outros usavam o nome por vários anos. Qualquer coisa que falarem diferente disso é mentira. Falo na cara deles. Cheguei a negociar, falando que tem cara que usa a marca há mais de dois anos. Falaram que eu não podia, que eles (que usavam o nome da Team Nogueira) receberam intimação e eu não podia. Deixaram usar sem pagar e eu não. Foram três, quatro anos usando o nome de graça. Desde 2009 usam Team Nogueira em Sorocaba. Mas quatro anos usando na farra. Eu falando e principalmente o Minotouro e o Eric Lobão se fingindo de desentendidos. Era mais fácil falar a verdade e dizer que liberaram para o cara e não liberaram pra mim – disse Maldonado, sem esconder a decepção.

Leia também:  Brasil e Costa Rica fazem amistosos em Campo Verde e Cuiabá

A reportagem procurou Rodrigo Minotauro novamente para comentar as declarações de Fábio, mas a assessoria de imprensa do lutador disse que ele não iria se pronunciar novamente sobre o assunto.
Durante a entrevista concedida ao Combate.com, Fábio Maldonado ainda criticou os donos das franquias de Sorocaba, Rafael Feijão e Herman Gutierrez, revelou uma discussão que teve com Anderson Silva, além de disparar contra os atletas que lutam pela Team Nogueira, mas não pagam percentual da bolsa para a academia, como os próprios Feijão e Spider, e Erick Silva.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.