O estado de saúde de Nelson Mandela, hospitalizado em Pretória desde 8 de junho, “segue melhorando”, informou nesta terça-feira (30) a presidência sul-africana.

O ex-presidente sul-africano de 95 anos continua, no entanto, “em um estado crítico, mas estável”, acrescentou a presidência em um comunicado.

A presidência sul-africana convidou a população a seguir rezando por Mandela e a fazer doações para seu projeto de hospital universitário para crianças em Johannesburgo.

A estadia de Mandela no hospital é a mais longa desde que recuperou a liberdade, em 1990, após 27 anos de prisão durante o regime do apartheid.

No dia 18 de julho, Mandela completou 95 anos cercado por seus familiares que o visitaram no hospital.

No domingo passado, a presidência sul-africana havia se negado a comentar informações segundo as quais Mandela teria sido submetido a uma leve intervenção cirúrgica para “desbloquear o tubo de diálise” em sua sétima semana de hospitalização.

Leia também:  Homem fere 5 policiais com faca em ataque na França

Uma operação “benigna”, segundo a rede de televisão CBS.

Mandela respira agora com ajuda de aparelhos e é submetido a diálise, após ser hospitalizado de urgência por uma infecção pulmonar.

A rede CBS também mencionou dois alertas de saúde recentes de Mandela.

Em uma ocasião, Mandela não reagiu positivamente aos medicamentos, e em outra a máquina que o ajuda a respirar emitiu um sinal de perigo respiratório, segundo a CBS.

A presidência negou-se a comentar estas notícias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.