Acompanhando o movimento nacional, a classe médica de Mato Grosso vai paralisar as atividades, na quarta-feira (31) à tarde. A medida integra o calendário nacional da categoria que lançou o Movimento Médicos pela Saúde, em busca de mais investimentos do governo e garantia de condições para cuidar adequadamente da população.

A partir das 14h, médicos da capital irão se reunir em assembleia, na sede do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso. As paralisações também são um protesto contra as propostas do governo federal em importar médicos com diplomas estrangeiros sem a devida revalidação e contra os vetos da presidente Dilma Rouseff na Lei de Regulamentação da Medicina, conhecida como Lei do Ato Médico.

Leia também:  Abertas inscrições da 2° corrida Rotam Extreme

Atendimentos de urgência e emergência, bem como escalas plantão, deverão seguir normalmente.

As ações são organizadas pelo CRM-MT, Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT), Associação Médica (AMMT) e Academia de Medicina. No Brasil, o calendário nacional é coordenado pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), além das faculdades.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.