Nem comandou cerca de 400 homens na Rocinha desde 2006 - Foto: Reprodução/Internet
Nem comandou cerca de 400 homens na Rocinha desde 2006 – Foto: Reprodução/Internet

Acusado de chefiar o tráfico na Rocinha, Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, foi condenado a 16 anos e oito meses de prisão por associação para o tráfico exercida de forma armada. A condenação saiu nesta segunda-feira (15) pela 17ª Vara Criminal da Capital.

As investigações do caso começaram em 2010, a partir de imagens feitas dentro da comunidade, nas quais diversos homens aparecem portando armas de diferentes calibres. A Justiça estadual autorizou a quebra do sigilo telefônico do traficante e de outros suspeitos, e permitiu que a polícia monitorasse a compra de drogas e armas e o abastecimento das bocas de fumo.

Nem comandou cerca de 400 homens na Rocinha desde 2006. Em novembro de 2011, o traficante foi preso e está detido em um presídio federal do Mato Grosso do Sul. Apesar disso, a Polícia Civil concluiu em investigações que Nem continua comandando o tráfico na comunidade de dentro do presídio.

Leia também:  Cliente morre imprensado por carro dentro de mecânica em Rondonópolis

No último sábado (13), a Polícia Civil iniciou a operação Paz Armada junto com os policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha para prender mais de 50 traficantes que continuam atuando na região.

De acordo com a Polícia Civil, até a tarde desta segunda, 33 pessoas foram presas e três menores detidos. A operação deve continuar até o fim da semana.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.