De acordo com o Delegado de Policia Civil Dr. Marcelo Jardin os dois acusados permanecem presos na Delegacia de Roubos e Furtos - Foto:AGORA MT
De acordo com o Delegado de Policia Civil Dr. Marcelo Jardin os dois acusados permanecem presos na Delegacia de Roubos e Furtos – Foto:AGORA MT

Foram presos no final da tarde desta quinta-feira (11), o advogado Marcelo Alves Campos , 33 anos, juntamente com o policial civil Antonio Polari, 49 anos, por estarem exigindo dinheiro em troca de informações inverídicas que a principio sairia de dentro da Delegacia de Policia Civil de Primavera. O advogado na data de hoje (11) estaria exigindo R$1 mil de uma vítima, sob a alegação de que essa pessoa  seria presa (vítima) e até mesmo dando a entender que se a vítima não pagasse o dinheiro a ele, ela correria risco de morte por parte  de policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos.

O advogado extorquia pessoas em troca de dinheiro, já o Policial civil envolvido, utilizava- se da Policia para vender informações falsas em troca de dinheiro.

Leia também:  Após denúncia, Polícia apreende arma com suspeito dentro de táxi

Marcelo é ex-diretor da Cadeia Pública de Primavera e vai responder por extorsão, tráfico de influência e corrupção ativa. Já o policial, que tem quase trinta anos de profissão e estava a pouco exercendo na cidade, deve responder pelo crime de corrupção passiva.

A Policia Civil informou a nossa equipe que já tomou conhecimento também de que o advogado teria realizado graves comentários em relação a policiais com diversas pessoas da  cidade.

De acordo com o Delegado de Policia Civil Dr. Marcelo Jardin os dois acusados permanecem presos na Delegacia de Roubos e Furtos sob custódia, aguardando uma decisão da justiça.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.