Com o objetivo de erradicar por definitivo o trabalho infantil na cidade, a prefeitura municipal de Arenápolis por meio da Escola Municipal Prefeito Duílio Ribeiro Braga promoveu uma série de estudos. Em um levantamento realizado por parte do Ministério Público do Trabalho do Estado de Mato Grosso, o município de Arenápolis encontrava-se em terceiro lugar no índice estadual na qual, crianças trabalhavam de maneira ilegal. Preocupado com essa estatística e com a notificação recebida por tal, o prefeito municipal José Mauro Figueiredo concedeu toda estrutura para que os professores pudessem realizar a capacitação.

Os profissionais participaram de um curso de capacitação online Escola no Combate ao Trabalho Infantil (ECTI) durante três meses, onde foi abordado o importante papel da escola nas ações de combate ao trabalho infantil, tais estudos resultaram em um desenvolvimento de reflexão com todos os alunos da escola.

Leia também:  MPE denuncia estudante por homicídio triplamente qualificado e requer manutenção de prisão

Os mesmos, estudaram, refletiram e compreenderam que lugar de criança é na escola. Para finalização do projeto, os pais e a comunidade prestigiaram os trabalhos realizados pelos alunos, estiveram presentes o delegado de polícia civil Dr. Rafael Scatolon proferindo a palestra, membros do Conselho Tutelar e da Prefeitura Municipal através da secretária de educação Marilândia Borges Aguiar, em uma noite muito produtiva e criativa foram apresentados poemas, músicas e teatro que além de emocionarem a platéia  levaram a conscientização e o fortalecimento da cidadania.

O Ministério Público do Trabalho desde 1999, vêm dando ênfase a cinco áreas prioritárias, erradicação do trabalho infantil e regularização do trabalho adolescente; Combate ao trabalho escravo; Regularização do trabalho indígena; Combate a todas as formas de discriminação no trabalho; Preservação da saúde e segurança do trabalhador e regularização dos contratos de trabalho.

Leia também:  Saúde foca em realização de novo concurso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.