Cerca de 30 moradores do bairro Ponte Nova, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, bloquearam nesta segunda-feira (29) o trânsito na Rua do Lambari por conta da poeira gerada com a construção de um viaduto no entroncamento das avenidas Dom Orlando Chaves e da FEB, que faz parte das obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo em 2014. A interdição começou por volta das 6h e encerrou pouco antes das 8h.

Eles terminaram o bloquei depois que a empresa responsável pela obra encaminhou um caminhão-pipa para molhar a área e amenizar a poeira. “Fizemos um acordo entre a empresa e os moradores. Se o problema era a poeira, ficou combinado que a rua será molhada quatro vezes ao dia, sendo duas vezes de manhã e duas à tarde”, disse um guarda municipal, que atendeu a ocorrência.
“A gente não tem a quem recorrer, por isso resolvemos impedir a passagem e ver se alguém nos ouve. Não tem condições de ficar aqui com essa poeira, faz mal à saúde”, disse Ana Ferreira de Moraes, que participou da manifestação. Segundo ela, a situação é insustentável, pois o correto seria molhar o local das obras, assim como as ruas do entorno, com frequência, o que, conforme a moradora, não acontece.
Por conta da interdição, uma fila de carros se formou na Avenida Miguel Sutil e na Rua Lambari e depois da pista ter sido liberada os agentes controlaram o trânsito no local até o fim do congestionamento.

Leia também:  AMM aciona secretaria para garantir repasse de recursos da saúde

Obra

O viaduto deve ser construído por cima das vias do Veículo Leve Sobre Trilho (VLT), que vão passar pelo local. A obra é orçada em R$ 16,7 milhões e deve ser entregue em setembro desse ano. Com 153 metros de extensão, a obra do viaduto das avenidas Dom Orlando Chaves/FEB inclui ainda a recuperação da via no entroncamento da Rodovia Mário Andreazza (MT-444) até a entrada do bairro Cristo Rei, totalizando 2,9 km de extensão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.