A greve se dá por número maior de servidores, prédios melhores e principalmente material para trabalho. Foto arquivo AGORA MT
A greve se dá por número maior de servidores, prédios melhores e principalmente material para trabalho. Foto arquivo AGORA MT

Os serviços do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT) foram novamente suspensos na manhã desta terça-feira (02) em razão da falta de negociação com o governador Silval Barbosa.

O delegado de Rondonópolis do Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT), Marcelo Ferreira de Almeida, explicou que a paralisação estadual se dá por melhorias nos prédios e também pela readequação do Plano de Cargos Carreiras e Serviços (PCCS).

“Precisamos de um número maior de servidores, prédios melhores e principalmente material para trabalho, dá forma que está não temos como prestar os serviços a população”, afirmou Marcelo.

Segundo o sindicalista, ainda hoje a tarde será realizada uma Assembleia Geral em Cuiabá para deliberar a respeito da greve, em razão do silêncio do Governador na cobrança por melhorias.

Leia também:  Cães e gatos devem ser vacinados contra a raiva neste sábado em Rondonópolis

Marcelo chama atenção da população para os deputados estaduais que votarão hoje o veto do Governador, no Projeto de Lei que prevê o repasse de 50% da arrecadação do Detran para o departamento, pois até o momento o valor fica todo com a Secretaria da Fazenda.

Caso os deputados não derrubem o veto do Governador o sindicalista já convida a população para participar da manifestação que deve ser realizada em cobrança por melhorias no Detran.

Matérias relacionadas

Servidores do Detran paralisam atividades e ameaçam entrar em greve

Governador convoca servidores do Detran para reunião

Servidores do Detran podem fazer nova paralisação nesta terça-feira

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.