Em reunião realizada nesta terça-feira (2) entre o presidente do Detran-MT Gian Castrillon, o secretário de Planejamento Arnaldo Alves representando a Secretaria de Fazenda, o secretario de Administração Francisco Faiad e a diretoria do Sindicato dos Servidores do Detran-MT(Sinetran-MT)  não houve  acordo e a categoria vai aguardar até sexta-feira(5) uma nova proposta caso contrário na semana que vem votarão o indicativo de greve.

Na reunião foi colocado que a falta de condições dos servidores trabalharem sem até material de expediente e o sucateamento que está acontecendo em todo o interior com falta de equipamentos. Também foi discutido o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), mas a proposta foi rejeitada em assembleia pelos servidores. “Queremos a modernização das funções dos servidores do Detran-MT, que alguns cargos sejam ocupados  por servidores de nível superior por meio de modificação de requisitos no ingresso da carreira. Nosso PCCS é de 2001 , 12 anos se passaram a demanda cresceu. São necessários pelos menos 2100 servidores e hoje só temos 760 e ainda sem condições de trabalho”, explica Veneranda Acosta, presidente do Sinetran-MT.

Leia também:  Sinfra pavimenta MT-336 e leva asfalto para Santo Antônio do Leste

Ainda na tarde de onde os servidores estiveram na Assembleia Legislativa e cobraram dos deputados que votem a derrubada do veto do governador Silval Barbosa(PMDB) do Projeto de Lei do deputado Antonio Azambuja que diz que 50% da arrecadação de órgão arrecadador seja investido na estruturação do próprio Detran. “Quando os deputados votaram o aumento das taxas, havia esse entendimento que seria investido pelo menos metade dos recursos na estruturação do Detran e o que vemos é só sucateamento da autarquia que é a maior fonte arrecadadora do Estado”, comenta Veneranda.

O VETO

Após os servidores do Detran-MT paralisarem os serviços os deputados se comprometeram a votar no dia 10 de julho o projeto de lei que regulamenta que 50% do valor arrecadado pelas autarquias arrecadadoras fiquem nas entidades como o Detran-MT para serem investido em melhorias.

Leia também:  Dois homens morrem eletrocutados enquanto trabalhavam em posto de combustível em MT

A diretoria do Sindicado dos Servidores do Detran-MT foi  recebida pelos deputados Ademir Brunetto(PT),  José Riva, José Domingos, ambos do PSD que se comprometeram que a bancada do PSD iria votar a favor da derrubada do veto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.