Médicos veterinários do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) e de empresas do setor avícola do estado participam na próxima semana do II Simulado de Emergência Sanitária para doença de Newcastle e influenza aviária. O curso terá início na segunda-feira (29) e segue até o dia 07 de agosto, em Lucas do Rio Verde, para a capacitação de técnicos à prevenção de possíveis focos dessas doenças.

O veterinário e palestrante do evento, Roberto Renato, explica que este é o segundo exercício de simulado de gabinete de prevenção às doenças aviárias realizado pelo Ministério da Agricultura em Mato Grosso. Neste exercício simulado não serão envolvidas atividades de campo nem sacrifício de aves. Os técnicos serão capacitados para tomar decisões em gabinete frente a uma suspeita de foco da doença.

Leia também:  Bombeiros se alegram por não ter registro de afogamento em festival de praia em MT

Lucas do Rio Verde foi escolhido por ser o município-polo da avicultura no estado. “O curso será dividido em explanações teóricas e um simulado de gabinete de um foco dessas doenças em Mato Grosso. O curso é importante para capacitar os médicos veterinários do ramo, principalmente os concursados que acabaram de tomar posse no Indea. O curso acontece em todo território nacional”, disse Roberto Renato.

O plantel comercial de Mato Grosso é livre da doença de Newcastle e não há registros da influenza no Brasil. O governo brasileiro realiza intensa vigilância no País, tanto em aves migratórias como em residentes, além do material genético importado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.