Foto: Internet
Foto: Internet

 

A jovem Ritchieli Pedroso Lucas, de 19 anos, recebeu alta médica hoje (2). Ela era a última vítima do incêndio na Boate Kiss ainda internada. Ritchieli estava no hospital desde o dia 27 de janeiro, com queimaduras e insuficiência respiratória. A alta ocorre mais de cinco meses após a tragédia em Santa Maria (RS).

Em nota, o Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, disse que Ritchieli “volta para casa em bom estado de saúde, podendo seguir sua vida normalmente”. O pai da jovem, Bráulio Severo Lucas, agradeceu, também em nota, a todos que ajudaram a filha na recuperação e demonstraram solidariedade.

A irmã de Ritchieli, Driele, morreu na tragédia. “Foram inúmeras as mensagens recebidas de amigos, colegas e desconhecidos que contribuíram com a nossa caminhada nesse período de apreensão. […] Lamentamos profundamente o falecimento da Driele, nossa outra filha. Temos a certeza de que todos fizeram o melhor por ela. De qualquer forma, voltamos para Santa Maria com as nossas duas filhas”.

Leia também:  Fundador da Uber deixa a presidência da empresa por não suportar pressão de investidores

A tragédia na Boate Kiss provocou comoção no Brasil e em várias partes do mundo, com a morte de 242 pessoas. Tudo começou quando um integrante da banda que se apresentava no local acendeu um artefato pirotécnico. Faíscas atingiram a espuma de isolamento acústico que revestia a boate, espalhando fogo e fumaça. Pelo menos, 877 pessoas estavam na Kiss no momento do incêndio.

A tragédia motivou a Câmara dos Deputados a trabalhar em uma nova legislação que garanta maior segurança em casas noturnas e uma comissão externa foi criada para tratar do assunto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.