A Receita Federal estima um crescimento real de 3% na arrecadação total este ano em comparação a 2012, mesmo com projeção de crescimento da economia (Produto Interno Bruto – PIB) mantida em 2,21% em 2013 pelo mercado financeiro. A estimativa é do secretário adjunto do órgão, Luiz Fernando Teixeira Nunes.

“No momento, dados os indicadores recentes, a projeção aponta para esse percentual. No futuro se houver mudança, faremos novas projeções”, disse Elói de Carvalho, coordenador de Previsão e Análise da Receita, que também participou da coletiva para explicar a arrecadação. Elói destacou ainda que a Receita nunca faz uma projeção separada dos indicadores disponíveis pelo governo para justificar as estimativas otimistas do Fisco.

Leia também:  Novo Fies | Entenda as regras sancionada por Temer

Em julho, o governo federal arrecadou R$ 94,29 bilhões em impostos e contribuições. O resultado representa crescimento real de 0,89% em relação ao mesmo período de 2012, descontada a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No acumulado do ano, a arrecadação federal somou R$ 638,27 bilhões, alta de 0,55% na comparação com o primeiro semestre do ano passado, também descontado o IPCA.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.